Conecte-se connosco

Política

PCP realiza na quinta-feira ações em quase todo o país para denunciar aumento do custo de vida

Publicado

em

O PCP vai realizar na quinta-feira iniciativas de contacto com a população em 17 dos 18 distritos do continente, e ainda na Madeira, para denunciar o aumento do custo de vida e a diminuição do poder de compra.

De acordo com um comunicado divulgado pelo partido, “a vida está mais cara” e é uma realidade com que os portugueses se confrontam “todos os dias”, por exemplo, no pagamento de prestações das habitações, da água e eletricidade, combustíveis, comida.

O problema, segundo o PCP, é agravado pela “cada vez maior pressão sobre os salários e pensões”.

Por isso, os comunistas vão realizar sessões nos distritos de Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu de contacto com as populações, para denunciar este problema.

Também está previsto um contacto com as pessoas e uma sessão pública na Região Autónoma da Madeira.

Com estas iniciativas o partido pretende também identificar aqueles que segundo o PCP beneficiam com o aumento do custo de vida para as populações, assim como os “escandalosos lucros” que obtêm, e afirmar as propostas do partido para contrair a situação que denunciam, nomeadamente os aumentos dos salários, reformas e pensões.

O PCP destacou entre as ações uma sessão pública que vai decorrer no Centro de Trabalho Vitória, em Lisboa, pelas 16:30, que contará com a presença do secretário-geral, Jerónimo de Sousa.

A ação a nível nacional “decorrerá em todo o país com o envolvimento de dirigentes, deputados e outros quadros do partido”, acrescenta a nota.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link