Conecte-se connosco

Política

PCP questiona Governo sobre possível fecho de urgências dos Covões em Coimbra

Publicado

em

O PCP questionou hoje o Ministério da Saúde sobre se a intenção de ampliar as urgências dos Hospitais da Universidade de Coimbra terá como efeito um encerramento do serviço no Hospital dos Covões, na outra margem do Mondego.

“O PCP tomou conhecimento da pretensa ampliação do serviço de urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra [HUC], parte integrante do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra [CHUC], o que gerou evidentes preocupações pela já existente sobrecarga deste serviço, tanto em termos de espaço como em termos de trabalhadores”, pode ler-se na questão assinada pelo deputado João Dias e a que a agência Lusa teve acesso.

No documento, o PCP recorda que em Coimbra haveria alternativas que permitiam “descongestionar estes serviços”, notando que é tomada a opção de se seguir no sentido “inverso” e concentrar serviços nos “já sobrecarregados HUC”.

“Considerando os sucessivos encerramentos no Hospital Geral dos Covões [parte integrante do CHUC], tememos que esta ampliação possa servir como justificação para o tão ansiado encerramento do serviço de urgência do Hospital dos Covões”, frisou, recordando que este serviço já não funciona no período noturno desde 2021.

Para os comunistas, o Hospital dos Covões “é essencial para a região Centro e o seu depauperamento tem vindo a lesar fortemente as populações e os trabalhadores”.

“A tão propalada concentração de serviços não é mais que o encerramento de serviços, com a sua consequente degradação, favorecendo o negócio privado da doença, que tem vivido dias áureos em Coimbra”, refere a questão endereçada à tutela liderada por Marta Temido.

No documento, para além de perguntar se se prevê o encerramento das urgências dos Covões, o deputado João Dias questiona ainda o porquê da ampliação daquele serviço nos HUC, havendo “melhores alternativas no concelho”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade