Conecte-se connosco

Política

PCP destaca convergência com Igreja Católica nas medidas de combate à pandemia

Publicado

em

O PCP assinalou hoje convergência com a Igreja Católica quanto às medidas para conter a pandemia, como a testagem em massa e a vacinação, e também preocupação “com o agravamento da situação económica e social”.

“Assinala-se designadamente que Igreja e PCP concordam na valorização de uma resposta à situação sanitária sustentada na ciência e focada na prioridade à vacinação de toda a população, que se impõe acelerar, na promoção da testagem em massa e da prevenção sistemática da epidemia e na valorização, defesa e melhoria da capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde”, lê-se num comunicado divulgado hoje.

Na nota, o PCP adianta que o secretário-geral, Jerónimo de Sousa, e os dirigentes Armindo Miranda, da Comissão Política, e Carlos Gonçalves, da Comissão Central de Controlo, reuniram-se hoje com o presidente da Conferência Episcopal e bispo de Setúbal, José Ornelas.

Este encontro foi pedido pelo Partido Comunista “no quadro das relações institucionais que de há décadas mantém com a Igreja Católica”, e teve como objetivo “aprofundar o diálogo e reflexão sobre os grandes problemas que preocupam os trabalhadores e as populações”, bem como “estudar contributos e propostas, no plano nacional e distrital, para caminhos convergentes de mais justiça, desenvolvimento e progresso social para o presente e o futuro do país”.

O PCP destaca que esta reunião mostrou que há também convergência com a Igreja Católica no que toca à “preocupação com o agravamento da situação económica e social que afeta cada vez mais os trabalhadores – explorados, despedidos, com vínculo precário, imigrantes – as micro, pequenas e médias empresas, as atividades culturais, desportivas, sociais e associativas e na defesa da urgência de o Estado apoiar devidamente estes setores”.

E ainda “na proposta de medidas justas e prementes de dinamização e apoio à retoma da economia e à produção nacional, com uma grande centralidade na defesa dos trabalhadores, dos seus salários e direitos, das prestações e apoios sociais, que têm de ser garantidos e valorizados, na salvaguarda das populações e dos seus interesses e direitos”.

“O PCP considera que a troca de opiniões registada no encontro, muito mais que naturais diferenças de abordagem, revelou uma grande proximidade de posições e de intervenção com o presidente da Conferência Episcopal Católica relativamente a problemas da maior relevância e atualidade na situação nacional”, é ainda assinalado.

Os comunistas referem também no comunicado que valorizam “a sua relação com a Igreja Católica e os católicos” e relevam “a importância da sua persistência”, apontando que o PCP “conta com muitos católicos nas suas fileiras”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com