Conecte-se connosco

Política

Paulo Rangel diz que “só o voto no PSD” pode tirar país “do impasse”

Publicado

em

O eurodeputado Paulo Rangel, que encerrou hoje a campanha dos sociais-democratas com uma arruada em Vila Nova de Gaia, defendeu que “só o voto no PSD” pode trazer mudança e tirar o país “do impasse em que caiu”.

“Se os portugueses querem realmente a mudança e sair do impasse em que o país caiu, só há um voto que pode fazer isso com toda a certeza e esse voto é no PSD”, afirmou Paulo Rangel.

O eurodeputado, que encerrou a campanha social-democrata com uma arruada nas principais artérias de Vila Nova de Gaia, reforçou que a “única forma de derrotar o PS é votar no PSD”.

“Não se trata de diminuir outras forças políticas que também querem a mudança, mas não há dúvida que só há um voto que pode provocar essa mudança e esse voto é o voto do PSD”, notou.

Na arruada, que teve como ponto de encontro e partida dos sociais-democratas a Câmara de Gaia, Paulo Rangel foi distribuindo canetas, bandeiras, panfletos e sacos, e apelando ao voto.

Acompanhado da cabeça de lista do PSD pelo círculo do Porto, Sofia Matos, e mais de três dezenas de militantes, Rangel disse terminar a campanha para as eleições legislativas, que decorrem domingo, com “grande confiança”.

“Sinto uma grande confiança e hoje vejo uma grande recetividade das pessoas. Acho que não se via há muito tempo e há aqui uma dinâmica de vitória, uma dinâmica de confiança para o dia 30 de janeiro”, acrescentou.

Questionado sobre o repto lançado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para que fosse encontrada uma solução ao centro, Rangel salientou que “esse sempre foi o traço distintivo de Rui Rio”.

“A proposta que o PSD fez nesta campanha foi sempre uma proposta ao centro, portanto, o PSD não quer uma proposta que não seja essa”, acrescentou.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link