Conecte-se connosco

Política

Partidos preparam rentrées políticas. Há festas tradicionais e foco nos jovens

Publicado

em

Entre festas tradicionais e eventos com ênfase nos jovens, os partidos prepararam as suas ‘rentrées’ com música, ‘workshops’ e debates políticos, com a direita concentrada no Algarve, e a esquerda a norte do rio Tejo.

O PS organiza a sua ‘rentrée’ entre 07 e 11 de setembro na Batalha, distrito de Leiria, que será “inteiramente dedicada à discussão e à ação política”, com especial ênfase na formação dos jovens.

Durante os quatros dias da ‘rentrée’ do PS, será organizada a Academia Socialista, descrita pelo partido como uma “iniciativa de formação e reflexão política para jovens”, consistindo em “vários dias de palestras e ‘workshops’ sobre temas da atualidade política e estruturantes para o desenvolvimento do país”.

No último dia da ‘rentrée’, o secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa, irá discursar no Mercado de Sant’Ana, em Leiria, antes do arranque das jornadas parlamentares do partido, que decorrem entre 11 e 13 de setembro no mesmo distrito.

À direita do espetro político, o PSD, Iniciativa Liberal e Chega agendaram todos suas respetivas ‘rentrées’ políticas para agosto, partilhando o Algarve como destino escolhido.

Depois de dois anos de interrupção devido à pandemia, o PSD volta a organizar este domingo a tradicional Festa do Pontal, no Calçadão de Quarteira, naquela que será a primeira ‘rentrée’ política de Luís Montenegro enquanto líder social-democrata.

Perspetivando o evento, Luís Montenegro afirmou que a festa do Pontal “é um evento especialmente difundido, assim constituindo uma ocasião privilegiada de contacto com os portugueses” e “um emblemático convívio da família social-democrata”.

Duas semanas depois, entre 29 de agosto e 04 de setembro, o PSD vai também voltar a organizar a tradicional Universidade de Verão, em Castelo de Vide, distrito de Portalegre, um evento que irá contar com a participação da antiga líder do CDS Assunção Cristas, o antigo presidente do PSD Marques Mendes e o socialista e atual presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis.

À semelhança do que aconteceu em 2021, o Chega também organiza este ano a sua ‘rentrée’ no Algarve, agendada para 25 de agosto no casino de Vilamoura, e que contará com um discurso do deputado e presidente do partido, André Ventura.

Em simultâneo, o Chega irá também reabrir o seu ano político com a Academia Política de verão da Juventude do Chega, que decorre entre 25 e 28 de agosto em Loulé, e que irá contar com intervenções personalidades externas ao partido, tais como o historiador Jaime Nogueira Pinto ou o antigo presidente da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) Vasco Rato.

Naquela que será a primeira ‘rentrée’ de todos os partidos com assento parlamentar, a Iniciativa Liberal (IL) realiza hoje a segunda edição da festa “A’gosto da Liberdade”, um evento que terá “animação musical e gastronomia portuguesa”.

Depois de, em 2021, ter escolhido o tema “É preciso voltar a viver”, o mote deste ano é “Libertar Portugal do Bloco Central”, estando previsto um discurso do presidente da IL, João Cotrim Figueiredo.

À esquerda, e a norte do rio Tejo, o Bloco de Esquerda retomará também a sua ‘rentrée’ tradicional, com o regresso do Fórum Socialismo nos moldes habituais, depois de ter sido cancelado em 2020 e, em 2021, ter sido organizado em duas cidades diferentes.

Com datas marcadas entre 26 e 28 de agosto na Escola Secundária Avelar Brotero, em Coimbra, o evento consistirá em cerca de 50 debates e terá a participação de várias personalidades externas ao partido, como o embaixador Francisco Seixas da Costa ou o deputado e secretário-geral da Juventude Socialista (JS), Miguel Costa Matos.

A inflação, a guerra na Ucrânia ou a saúde serão alguns dos temas principais do evento, que será encerrado com um discurso da coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins.

O PCP organiza este ano a 46.ª edição da Festa do Avante!, na Quinta da Atalaia, no Seixal, estando prevista uma homenagem ao antigo militante comunista Adriano Correia de Oliveira, que celebraria este ano o seu 80.º aniversário.

Entre os vários momentos do certame, Paulo Bragança apresentará um conjunto de canções do repertório de Adriano Correia de Oliveira, num palco onde também subirá Carminho, Capicua ou Dino D’Santiago.

Depois de críticas feitas aos artistas que irão participar no evento, por alegada conivência com a posição do PCP sobre a guerra na Ucrânia, o membro do Comité Central do PCP, Bernardino Soares, perspetivou que a “Festa do Avante! vai ser, este ano, mais uma vez, um grande evento político-cultural, onde a liberdade artística continua a ser uma presença constante na diversidade das expressões artísticas que ali estão”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade