Conecte-se connosco

Autárquicas

Parceiro da situação volta a fazer oposição

Publicado

em

O candidato da CDU à Câmara Municipal de Coimbra, Francisco Queirós, defendeu hoje a criação de um Conselho Municipal da Cultura em Coimbra, no qual possam ser integrados os agentes culturais da cidade.

“É importante criar um Conselho Municipal da Cultura, de forma a haver um órgão consultivo em que os agentes culturais possam ajudar a definir a política municipal” na área da cultura, afirmou Francisco Queirós à agência Lusa.

O candidato à presidência do município pela coligação liderada pelo PCP frisou também a importância de “auscultar a população e os agentes culturais da cidade” sobre “o destino que querem dar” a determinados espaços da cidade, “como por exemplo o Teatro Sousa Bastos”.

Francisco Queirós alertou para a situação do convento de São Francisco já que, segundo o candidato, “está a correr-se o risco de ser criado um elefante branco”, pedindo “rapidez” na conclusão das obras, assim como de “uma definição daquele espaço”.

“A CDU tem participado nas grandes lutas de Coimbra, sindicais e cívicas”, disse Francisco Queirós à agência Lusa, no decorrer da apresentação do cartaz de campanha da CDU e do lema “Coimbra em luta por uma vida melhor”, no Largo da Portagem.

“O lema exprime aquelas que são as posições da CDU, em que a luta autárquica se insere nesta luta nacional”, explicou o candidato.

Francisco Queirós defendeu ser “necessário recuperar as 31 freguesias”, considerando que estas “devem ser dotadas de 10% do orçamento municipal”.

O candidato da CDU voltou a frisar “a importância de baixar o IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis)”, “a necessidade de se lutar contra a privatização da água e externalização de serviços municipais” e de “requalificar o património da cidade, onde um terço das habitações estão muito degradadas”.

“A Câmara de Coimbra tem que exercer mais pressão sobre o poder nacional”, criticou Francisco Queirós, afirmando que “há um conjunto de grandes ameaças aos serviços públicos presentes na cidade”.

Além de Francisco Queirós, anunciaram a sua candidatura à Câmara de Coimbra, nas eleições autárquicas de 29 de setembro, o atual presidente do município, João Paulo Barbosa de Melo (PSD), o seu presidente entre 1990 e 2001, Manuel Machado (PS), o vereador eleito pela coligação PSD/CDS-PP/PPM, Luís Providência (CDS-PP), o advogado José Augusto Ferreira da Silva (Movimento Cidadãos Por Coimbra), Francisco Guerreiro pelo PAN (Partido pelos Animais e pela Natureza) e Rui Lourenço da Cruz (PCTP/MRPP.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com