Conecte-se connosco

Mundo

Papa solidariza-se com os idosos pela “solidão” em que vivem durante a pandemia

Publicado

em

O Papa Francisco expressou hoje a sua solidariedade para com os idosos pela “solidão” e “sofrimento”, agravados pela pandemia, numa mensagem de vídeo para o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos.

O Dia Mundial dos Avós e dos Idosos é celebrado este ano pelo Vaticano pela primeira vez no dia 25 de julho.

“A pandemia foi uma tempestade inesperada e violenta, um teste difícil que atingiu a vida de todos, mas que reservou um tratamento especial para nós, idosos. Um tratamento mais duro”, disse Francisco por ocasião deste dia, que “quis comemorar pela primeira vez justamente neste ano, após um longo isolamento e uma lenta retoma da vida social”.

Na sua mensagem, o pontífice destacou a solidão, “agravada pela pandemia”, dos idosos e solidarizou-se com eles repetindo o lema escolhido para o dia: “Estou convosco todos os dias”, inspirado no Evangelho de São Mateus.

Também enviou uma mensagem de otimismo e desejou que cada idoso “receba a visita de um ‘anjo'”.

“Às vezes (os ‘anjos’) terão os rostos de nossos netos, outras vezes, os rostos de familiares, amigos de longa data ou de pessoas que conhecemos durante esse período difícil. Nesse momento, aprendemos a entender o quão importante são os abraços e visitas para cada um de nós, e como me entristeceu que em alguns lugares isso ainda não seja possível”, lamentou.

Francisco lembrou aos idosos que são fundamentais para a Igreja, uma vez que têm a “tarefa de transmitir as tradições aos netos”.

“Qual é a nossa vocação hoje, na nossa idade? Guardar as raízes, transmitir a fé aos jovens e cuidar dos mais pequenos. Não se esqueçam disso”, disse.

O Papa deu-se ainda como exemplo da relevância da terceira idade na Igreja: “Eu mesmo posso testemunhar que recebi o chamado para ser Bispo de Roma quando tinha atingido, por assim dizer, a idade da aposentação”.

Francisco também lembrou uma frase de Bento XVI, um “santo idoso que continua a rezar e trabalhar pela Igreja”: “A oração dos idosos pode proteger o mundo, ajudando-o talvez de uma forma mais incisiva do que o pedido de muitos”.

Em janeiro deste ano, Francisco anunciou a instituição do “Dia Mundial dos Avós e dos Idosos”, que se vai assinalar anualmente no quarto domingo de julho, junto à celebração litúrgica de São Joaquim e Santa Ana (26 de julho).

Além disso, a Penitenciária Apostólica anunciou hoje um decreto pelo qual o Papa concede indulgência plenária aos participantes do Dia, tanto na celebração na Basílica de São Pedro no Vaticano quanto nos diversos atos que acontecerão em todo o mundo.

O decreto também o concede aos fiéis que visitam nesse dia “real ou virtualmente os seus irmãos mais velhos em necessidade ou em dificuldade” e aos idosos que estão doentes e que não podem sair de casa por um motivo grave.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com