Conecte-se connosco

Coimbra

PAN defende a criação de um Plano de Circulação Pedonal em Coimbra

Publicado

em

O cabeça de lista do PAN à Câmara de Coimbra, Filipe Reis, defendeu hoje a criação de um plano de circulação pedonal e afirmou que as “pessoas devem viver numa rua e não numa estrada”.

“É tido como normal que as portas [das casas] abram para a estrada ou para a valeta. Em muitos casos são valetas, terra, alcatrão até à parede quando muito”, apontou o candidato.

“O que defendemos é que as pessoas devem viver numa rua, não numa estrada. Todas as casas, todos os municípios devem dar para um passeio ou uma outra solução de mobilidade pedonal”, defendeu.

“Nalguns casos tecnicamente poderá ser mais adequado uma zona de circulação como há nas ciclovias. Uma zona exclusiva para peões com uns pilares para impedir que os automóveis vão para lá”, explicou o candidato do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN).

Filipe Reis considera haver passeios na cidade de Coimbra, que são uma “mera decoração”, devido à dificuldade em “passar uma cadeira de rodas”, por exemplo.

O candidato aponta que esta é uma questão de “segurança”, “justiça social e ambiental”.

A necessidade dos passeios em todo o concelho, passa pela ideia de que, se as pessoas puderem “viver em segurança, a passear, com sombras” ao ir ao café, “tenderão a não ir de carro”.

Caso seja eleito, vão ter de ser resolvidos alguns “nós de trânsito”, nomeadamente a rotunda do Almegue, devido à dificuldade em “atravessar a pé”.

O candidato defende a criação de uma solução percetível, “seja por ponte, seja por túnel, seja por semáforos”, para que seja “fácil de perceber por onde as pessoas passam e onde podem ir em segurança”.

Em relação aos transportes públicos, Filipe Reis é defensor da ferrovia e considera a solução do Metro Mondego (‘metrobus’) uma “má” solução, no entanto, “neste momento é melhor que avance, do que se esteja a pensar noutra solução”.

O candidato defende a criação de “pontos intermodais”, articulando a ferrovia com os transportes coletivos da cidade, facilitando a mobilidade em Coimbra.

São necessários “parques na periferia, que permitam vir para a cidade e a ligação que as pessoas possam ter do comboio, com o ‘metrobus’, ou com os autocarros dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), destes com a ligação às bicicletas ou às trotinetes”, concluiu.

Nas eleições marcadas para dia 26 de setembro concorrem à Câmara Municipal de Coimbra Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (Juntos Somos Coimbra – PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR /Aliança), Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Miguel Ângelo Marques (Chega), Filipe Reis (PAN), Inês Tafula (PDR/MPT), Francisco Queirós (CDU) e Tiago Meireles Ribeiro (Iniciativa Liberal).

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com