Conecte-se connosco

Política

PAN candidata-se a 43 câmaras municipais com objetivo de eleger vereadores

Publicado

em

O Pessoas-Animais-Natureza (PAN) candidata-se a 43 municípios nas eleições autárquicas de 26 de setembro com o objetivo de aumentar a representação local e eleger vereadores, e a campanha espelha as preocupações ambientais do partido.

Com uma nova líder eleita no congresso de junho (Inês Sousa Real, que sucedeu a André Silva), o PAN concorre este ano a 43 câmaras municipais, 44 assembleias municipais e 69 juntas de freguesia.

O PAN integra também três coligações: Em Aveiro (com o PS), Cascais (com PS e Livre) e Funchal (com PS, BE, MPT, PDR e Nós, Cidadãos!).

A porta-voz do partido tem traçado como meta nas próximas autárquicas a eleição pela primeira vez de vereadores em executivos municipais, incluindo em Lisboa e no Porto, candidaturas lideradas por Manuela Gonzaga e Bebiana Cunha (a líder do Grupo Parlamentar), respetivamente.

Em campanha por Lisboa na quarta-feira, a líder apelou ao voto “nos partidos diferentes”, sustentando que aqueles que têm oscilado no poder são mais do mesmo” e que “já tiveram as suas oportunidades de mostrar aquilo que valem”.

O orçamento do partido para a campanha das eleições autárquicas é de 168 mil euros, e o partido prevê gastar quase 33 mil euros na campanha por Lisboa e 14.500 pelo Porto.

No seu ‘site’, o PAN refere que estes recursos destinam-se sobretudo para “despesas com a propaganda e a comunicação, bem como os custos administrativos da campanha, que incluem as deslocações”.

De acordo com o partido, “toda a estratégia comunicacional da campanha tem por base uma visão ecológica”, tendo optado por “papéis e tintas ecológicos nos materiais impressos” e “poucos brindes, sem plástico na sua composição”.

Pelos eleitores, o partido vai distribuir apenas “máscaras e sacos de tecido”.

A líder iniciou na segunda-feira a pré-campanha junto dos candidatos e escolheu Ponta Delgada, nos Açores.

De acordo com o itinerário provisório da ‘volta’ da líder pelo país distribuído aos jornalistas, na primeira semana Inês Sousa Real vai articular a campanha eleitoral com o trabalho parlamentar, uma vez que é também deputada à Assembleia da República.

No primeiro dia oficial da campanha, na terça-feira, a porta-voz do partido começa o dia em Lisboa e termina em Aveiro.

Para os dias seguintes estão previstas várias ações no distrito de Lisboa, mas a líder vai também marcar presença nos distritos de Setúbal, Leiria, Coimbra, Santarém, Aveiro, Viseu, Braga e Porto, onde a campanha vai encerrar na sexta-feira, dia 24.

Em 2017, o PAN candidatou-se a 32 municípios e 26 freguesias. Nesse ano, a atual líder, Inês Sousa Real, foi candidata à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, mas conseguiu ser eleita apenas para a Assembleia Municipal.

O partido, que em 2013 elegeu um deputado municipal na capital pela primeira vez, viu assim a sua representação duplicada naquele órgão.

Há quatro anos, o PAN conseguiu representação em mais de duas dezenas de concelhos, tendo conseguido eleger 27 elementos em assembleias municipais e seis em assembleias de freguesia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link