Conecte-se connosco

Região

Pampilhosa da Serra formaliza uma segunda Equipa de Intervenção Permanente para os Bombeiros Voluntários

Publicado

em

Foi oficialmente formalizada ontem a implementação de uma segunda Equipa de Intervenção Permanente que irá operar ao serviço da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra, através da aprovação, em sede de reunião de Câmara, de protocolo a celebrar entre a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o Município de Pampilhosa da Serra e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra.

Criadas em 2007, as E.I.P. visam a melhoria e eficiência da proteção civil e das condições de prevenção e socorro face a acidentes e catástrofes, designadamente mediante a valorização das associações e dos corpos de bombeiros voluntários, enquanto verdadeiros pilares do sistema de proteção e socorro, reforçando e valorizando a profissionalização dos operacionais.

Nesse sentido, e tendo em conta a dimensão do território pampilhosense, a A.N.E.P.C. considerou válidas as reivindicações do Município e da Associação Humanitária no sentido da obtenção de uma segunda E.I.P. que irá operar na secção de Unhais-o-Velho, reforçando a proteção e socorro à população do alto concelho. De referir que os contratos individuais de trabalho dos elementos desta equipa são celebrados com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra, sendo que o vencimento dos mesmos é garantido, em partes iguais, pela A.N.E.P.C. e pela Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra.

Ainda em sede de reunião de Câmara, foi enunciada a intenção, por parte do executivo, da aquisição de autotestes rápidos à covid-19, no sentido de facilitar o acesso destes instrumentos de rastreio à população. Estes autotestes não são sujeitos a receita médica e possibilitam a sua realização por parte de qualquer pessoa, sendo obtido o resultado em cerca de 15 minutos. Com esta medida pretende-se dotar a população de métodos de rastreio imediatos, permitindo um isolamento profilático mais célere e mitigando os efeitos da transmissão por SARS-CoV-2. O executivo salienta ainda a importância de consciencialização por parte da população para utilizar esta ferramenta apenas em caso de forte suspeita ou de contacto próximo com pessoa infetada.

O processo de aquisição destes autotestes está ainda em fase inicial sendo que serão fornecidas mais informações à população assim que for possível.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link