Coimbra

Pais não confiam em quem serve comida nas escolas de Coimbra

Notícias de Coimbra | 7 anos atrás em 30-11-2016

31 incidências graves. Falta de comida. Falta de comida própria para consumo humano. Ineficácia de quem presta o serviço. 26 crianças já ficaram doentes. Estas são algumas das razões apontadas pela Associação de Pais da Escola Básica de São Martinho Bispo (APEBSMB) para “dizer basta”. Contam como o apoio da União de Freguesias.ricardo-pocinho

PUBLICIDADE

Dizer basta à comida que é servida na escola. A APEBSMB deixou de ter confiança na empresa ICA, a empresa contratada pela Câmara Municipal de Coimbra. “Não gera qualquer confiança”. “Sacode a água do capote”. Também não confia nos serviços da INTEGRAR, sub-contratada pela ICA

A APEBSMB não entende porque é que a Câmara Municipal de Coimbra deixa prolongar uma situação que vem desde o inicio do ano lectivo. “A empresa não está minimamente preocupada com o serviço que presta”. “A Câmara inoperante”. “Há matéria de facto e de Direito para resolver o contrato”.

PUBLICIDADE

Ricardo Pocinho, Presidente da Associação de Pais da Escola Básica de São Martinho Bispo, acrescentou em conferência de imprensa que os encarregados de educação lamentam que a alimentação tenha falta de qualidade, falta de segurança e falta de acondicionamento. Acha que a ICA não tem credibilidade para fornecer alimentação a crianças.

Este pai garante que se Câmara Municipal de Coimbra não rescindir o contrato com a empresa ICA até ao final do ano, os encarregados de educação vão colocar em prática um sistema alternativo.

PUBLICIDADE

A solução encontrada passa por as crianças irem almoçar fora do espaço da escola, mais concretamente ao Colégio de São Martinho, da Fundação ADFP, liderada por Jaime Ramos, mentora da Universidade Sénior do Mondego, onde Ricardo Pocinho é Reitor. Ou então levam marmita para a escola…

A presença na escola da Associação Integrar, sub-contratada pela ICA, também é contestada pela pelos encarregados de educação, que culpam a autarquia por esta situação.

A Integrar acompanha o empratamento de refeições e vigia o espaço escolar durante as refeições. Com algumas falhas, salienta Ricardo Pocinho, que acusa a associação de não ter pessoal devidamente formado para este efeito.

Jorge Alves, Vereador com o pelouro da Educação na CMC, foi Presidente da Integrar, que agora é liderada pela sua esposa.

sao-martinho

Os encarregados de educação da Escola Básica de São Martinho Bispo lamentam “este histórico invulgar em que todos os dias há qualquer coisa mal”, pelo que nem sequer vão pagar as refeições servidas pela ICA.

Queixam-se da “falta de comida ou carência de algum dos componentes do prato anunciado”, a que se juntará mesmo “comida imprópria para consumo humano”, pelo que terão requerido a intervenção da ASAE.

Uma cena de  Monty Python ou Gato Fedorento”:”Não fornecem a quantidade de legumes que deviam  porque, “como as crianças não comem de legumes”, não vale a pena haver desperdício.”

Hoje decidiram dizer “basta, pois num almoço anunciado de Rancho, a comida tinha má apresentação e sabor desagradável, tendo sido vedada à associação de pais o registo fotográfico e que a comida fosse provada, sendo que por parte dos meninos houve recusa em comer e tendo sido possível a prova depois da intervenção da coordenadora da escola que atestou este mesmo mau paladar”. Tinha um “sabor intragável”. “Sempre que há problemas, lavam os tabuleiros”…

Veja tudo o que foi dito na conferência de imprensa:

Notícia em desenvolvimento com a publicação de eventuais reacções da CMC e da ICA

 

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE