Conecte-se connosco

Saúde

Ordem dos Médicos do Centro assinala “Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação”

Publicado

em

A Ordem Dos Médicos do Centro associa-se às comemorações do ‘Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação’ que se assinala hoje, dia 20 de julho, em todo o país, com o objetivo de relembrar a importância da doação de órgãos para a sobrevivência e qualidade de vida dos cidadãos com doença.  

Os condicionamentos que a falta de profissionais na área da saúde, a nível nacional, estão a causar na doação de órgãos e transplantação preocupa a Ordem Dos Médicos do Centro e, associando-se ao alerta lançado ontem pela Sociedade Portuguesa da Transplantação, a OMC vem relembrar a   extraordinária importância dos profissionais que se dedicam à identificação de todos os potenciais dadores de órgãos e tecidos e também de todos os profissionais de saúde envolvidos na transplantação.  

“O percurso da Transplantação em Portugal tem sido notável, tem contribuído para salvar vida e melhorar a vida de milhares de doentes. É um marco do SNS e dos cuidados de saúde que tem de ser valorizado e apoiado”, afirma Carlos Cortes, Presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos. 

O ‘Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação’ foi instituído em 28 de junho de 2019, para homenagear a generosidade e altruísmo dos cidadãos que doaram os seus órgãos, após a morte ou ainda em vida, os seus familiares e também os profissionais de saúde que contribuem diariamente para o sucesso de um processo de transplantação. 

O primeiro transplante de órgãos em Portugal foi realizado com um rim de dador vivo, em 20 de julho de 1969, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, por uma equipa médica liderada pelo Professor Linhares Furtado.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade