Crimes

Operação Urano em Coimbra: Apanhados com arma ilegal proibidos de se deslocarem a Leiria

Notícias de Coimbra | 1 mês atrás em 11-04-2024

Os suspeitos detidos esta quarta-feira por posse de arma ilegal estão proibidos de se deslocarem à cidade de Leiria, decretou hoje o Tribunal de Leiria, segundo uma nota da PSP.

PUBLICIDADE

Os cinco detidos pela PSP de Leiria no âmbito da Operação Urano foram hoje ouvidos pelo juiz de instrução criminal do Tribunal Judicial de Leiria, que lhes aplicou a medida de coação de proibição de contactarem com testemunhas e de se deslocarem à cidade de Leiria, anunciou o Comando Distrital da PSP de Leiria.

Segundo a PSP, a Operação Urano, realizada em Coimbra, Peso da Régua (distrito de Vila Real) e Penacova (distrito de Coimbra) resultou em cinco detenções, com idades entre os 21 e os 53 anos de idade, e quatro constituições de arguido, no âmbito de uma investigação aos alegados autores de agressões a três homens, junto a uma discoteca, na passagem de ano.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Em comunicado, a PSP adianta que quatro destas detenções resultaram de situações de flagrante delito pela posse ilegal de armas e de munições. A quinta detenção está relacionada com um crime rodoviário.

PUBLICIDADE

Ainda no âmbito da investigação em curso, foram também constituídas arguidas outras quatro pessoas, com idades compreendidas entre 17 e 34 anos, “suspeitas das situações de roubo e ofensas à integridade física qualificada”.

“Os factos reportam-se à madrugada de 01 de janeiro deste ano, quando um grupo de cerca de dez indivíduos terá agredido violentamente três homens, junto a um estabelecimento de diversão noturna, no centro da cidade de Leiria”, refere a PSP, numa nota de imprensa.

Na sequência da realização de sete buscas domiciliárias e sete buscas não domiciliárias, na quarta-feira, foram apreendidas duas armas de fogo e munições com distintos calibres.

A PSP apreendeu ainda uma moca de madeira, uma faca de borboleta, um punhal, um pé-de-cabra, 18 doses de cocaína e diversas peças de vestuário, “que poderão servir de meio de prova para o Ministério Público na investigação em curso”.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE