Conecte-se connosco

Crimes

Operação Traveller: GNR desmantela rede ilegal de transformação e distribuição de folha tabaco  

Publicado

em

A Unidade de Acção Fiscal, através do Destacamento de Acção Fiscal do Porto, ontem, dia 29 de julho, no distrito do Porto, realizou uma operação de investigação criminal, que resultou na apreensão de cerca de uma tonelada de tabaco e de 40 mil cigarros.

No âmbito de inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto, a GNR deu cumprimento a 58 mandados de busca, dos quais em domicílios, garagens, viaturas, estabelecimentos e armazéns, em Paredes, Gondomar e Vila Nova de Gaia.

Foram apreendidos 959 quilos de folha de tabaco em bruto e de corte fino; 40 000 cigarros, sem estampilha fiscal; Oito máquinas de corte de tabaco, pulverizadores e diversos outros utensílios utilizados para a manufaturação de cigarros; Cinco balanças utilizadas na pesagem do tabaco;24 telemóveis, computadores e periféricos e Uma arma de fogo;6 000 euros em numerário.

Foi detido um suspeito por posse de arma proibida e 10 outros foram constituídos arguidos, tendo sido submetidos à medida de coação de termo de identidade e residência.

A operação agora levada a efeito foi o culminar de uma investigação que já decorria há cerca de um ano, na qual já tinham sido efetuadas 17 detenções pelo crime de introdução fraudulenta no consumo, e que visou colocar termo às atividades de uma rede de contrabando que se dedicava, de forma organizada e reiterada, à introdução fraudulenta em Portugal de folha de tabaco com procedência de Espanha, procedendo depois, em Território Nacional, à sua transformação em cigarros, que eram ilicitamente comercializados. Ainda no decurso da investigação já tinham sido apreendidas cerca de 4.6 toneladas de folha de tabaco em bruto e cerca de 294 quilos de tabaco já triturado, com valor estimado de 1 milhão de euros.

A GNR estima que a atuação desta rede lesou o estado em mais de 800.000 euros, por evasão ao pagamento de impostos diretos e indiretos, designadamente ao Imposto Especial Sobre o Consumo de Tabaco.

Nesta operação foram empenhados 97 militares da Unidade de Acção fiscal, dos Destacamentos de Ação Fiscal do Porto, Coimbra, Lisboa, Évora e Faro, e teve o apoio da Polícia de Segurança Pública.

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link