Conecte-se connosco

Crimes

Operação Magnata: PSP “descobre” 4,6 quilogramas de haxixe

Publicado

em

Cinco de oito suspeitos de tráfico de droga detidos numa operação do Comando Distrital de Leiria da Polícia de Segurança Pública (PSP) vão aguardar o desenvolvimento do inquérito em prisão preventiva, disse hoje fonte desta força policial.

Dos oito detidos, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal Judicial de Leiria, sete, tendo o juiz de instrução criminal determinado a prisão preventiva a cinco arguidos.

Aos outros dois suspeitos foi aplicada a medida de apresentações periódicas em posto policial da área de residência, adiantou à Lusa a mesma fonte da PSP.

Hoje, a PSP anunciou ter detido oito pessoas no âmbito da operação realizada, uma mulher e sete homens. Os homens têm idades entre os 19 e os 25 anos e não têm profissão. A mulher, mãe de um dos detidos, acabou por ser libertada, estando sujeita a termo de identidade e residência.

Numa conferência de imprensa, o comissário André Serra explicou que a investigação, que culminou nesta operação executada na madrugada de quinta-feira, tem cerca de um ano e três meses, e partiu com a detenção de um suspeito agora novamente detido.

“Seis têm nacionalidade portuguesa e dois são estrangeiros”, especificou o responsável, adiantando que seis dos suspeitos foram detidos em flagrante delito e os restantes fora de flagrante delito e que alguns já cumpriram pena de prisão.

André Serra referiu também que na operação foram cumpridos “17 mandados de busca domiciliária e oito mandados de busca não domiciliária”, nos concelhos de Leiria e Marinha Grande (distrito de Leiria) e Tomar e Abrantes (Santarém).

A PSP apreendeu 4,6 quilogramas de haxixe, 70 gramas de cocaína e 150 gramas de liamba, além de cinco viaturas, cerca de 27 mil euros, três réplicas de arma de fogo, 13 telemóveis e cafeína pura, esta usada como produto de corte de estupefaciente, além de outros objetos alegadamente relacionados com o crime de tráfico de droga.

Foi ainda confiscada a um dos detidos uma identificação falsa de uma agência de segurança nacional que não existe.

Em causa estão os crimes de tráfico de estupefacientes e posse de arma proibida.

A PSP acredita que, com esta Operação Magnata, deu “um rombo no mercado de haxixe em Leiria”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com