Conecte-se connosco

Coimbra

Oitenta voluntários asseguram testes no laboratório da Universidade de Coimbra

Publicado

em

Nove equipas de voluntários, num total de 80 pessoas, entre professores, investigadores, alunos e funcionários, estão a assegurar os testes de diagnóstico da covid-19 no laboratório criado na Universidade de Coimbra (UC).

António Martinho (IPST), Ana Miguel Matos (diretora técnica Laboratório de análises clínicas UC), Teresa Rosete, Amílcar Falcão (Reitor da UC), Luís Pereira de Almeida, Luísa Cortes e Rosário de Almeida. (Foto: Paulo Amaral)

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a UC explica que a infraestrutura de análises clínicas é “uma unidade de alta segurança dedicada à realização de testes de diagnóstico da covid-19, a doença causada pela infeção pelo novo coronavírus” e que o espaço, instalado no laboratório UpCells, no antigo edifício da faculdade de Medicina, “é mais uma resposta” da instituição de ensino superior à pandemia.

“Temos feito tudo o que está ao nosso alcance para contribuir para o esforço nacional no combate à pandemia que conduziu o país ao estado de emergência”, afirma, citado no comunicado, o reitor Amílcar Falcão.

O novo laboratório, em funcionamento há cerca de uma semana, tem uma capacidade média de 250 testes diários e “tem dado resposta em 24 horas a todos os pedidos remetidos até ao momento pela Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) e pelo Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC)”, adianta a nota.

Envolve meios humanos dos centros universitários de investigação na área biomédica, como o Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) e o Instituto de Investigação Clínica e Biomédica de Coimbra (iCBR), a que se juntam profissionais do CHUC e do Instituto Português do Sangue e Transplantação.

Amílcar Falcão explica que o laboratório da UC está “ainda longe” da capacidade instalada, que é a de processar “o dobro” das amostras que está a receber atualmente, mas enfatiza que o compromisso assumido pela instituição “está a ser cumprido na íntegra”.

Esse compromisso é o de “realizar a despistagem da covid-19 com segurança, qualidade, fornecendo resultados no espaço de 24 horas, a custos controlados e respondendo às solicitações da autoridade de saúde”, afirma o reitor.

A Universidade de Coimbra diz ainda que continua a recrutar voluntários “que possuam competências técnicas laboratoriais para a manipulação de amostras biológicas humanas em instalações de alta segurança e com treino em metodologias analíticas” para reforçar as equipas do laboratório de análises clínicas.

A iniciativa está integrada na plataforma “UC Against Covid-19”, que agrega todos os projetos e ações da Academia de Coimbra contra a pandemia.

Para reforço destas equipas que realizam os testes de diagnóstico, o Laboratório de Análises Clínicas da Universidade de Coimbra continua a recrutar voluntários que possuam competências técnicas laboratoriais para a manipulação de amostras biológicas humanas em instalações de alta segurança (BSL3) e com treino em metodologias analíticas com destaque para o RT-PCR (do inglês Reverse transcription – polymerase chain reaction). Os eventuais interessados deverão preencher o formulário disponível aqui.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade