Região

Observatório quer afirmar Aldeias de Xisto como “destino raro” na contemplação do céu escuro

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 mês atrás em 19-06-2024

Imagem: Bernardo Conde/ADXTUR/Facebook

Adxtur e o município da Pampilhosa da Serra inauguram no dia 27 de junho um observatório astronómico, que pretende afirmar as Aldeias de Xisto como “um destino raro no mundo para observar o céu escuro”.

PUBLICIDADE

O Geoscope – Observatório Astronómico de Fajão é um projeto liderado pela Adxtur – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, em copromoção com o município de Pampilhosa da Serra, que constitui a âncora da estratégia Aldeias do Xisto – Destino Turístico Starlight.

“O Geoscope de Fajão é mais um passo em frente no caminho que o município tem vindo a percorrer no reconhecimento da excelência do céu noturno como um ativo de desenvolvimento estratégico”, sublinhou o presidente da Pampilhosa da Serra, no interior do distrito de Coimbra, Jorge Custódio.

PUBLICIDADE

Num comunicado conjunto com a Adxtur, o autarca considerou que “as características únicas e a localização privilegiada da Aldeia do Xisto de Fajão fazem dela um ponto de observação de excelência, onde se pode assistir a um espetáculo incrível ao longo de todo o ano”.

Com a aposta no céu estrelado, o município liderado por Jorge Custódio procura “posicionar-se como um destino para todos quantos se interessam pelo cosmos e pela relação entre a terra e o céu, sejam amadores ou profissionais”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O projeto do Geoscope, orientado cientificamente pelo astrónomo José de Matos, é constituído por um ponto de observação e um quiosque pedagógico e tem associado um calendário de animação com sessões de observação “Viagem à Luz das Estrelas”, astrofotografia e visitas guiadas.

O ponto de observação, localizado no alto da aldeia de Fajão, numa área integrada na Rede Natura 2000 e na Paisagem Protegida da Serra do Açor, é uma “dome” semiesférica, em aço, com 7,5 metros de altura e 15 metros de diâmetro.

Segundo os promotores, o Geoscope é um projeto multidisciplinar, um ponto de convergência de turismo, ciência, pedagogia e desenvolvimento territorial centrado no usufruto e proteção do céu escuro, que abre um novo capítulo no território das Aldeias do Xisto – Destino Turístico Starlight.

Esta estratégia é desenvolvida em parceria com 20 municípios do Pinhal Interior, as Comunidades Intermunicipais da Região de Coimbra, da Região de Leiria, da Beira Baixa e das Beiras e Serra da Estrela, o Ministério da Defesa Nacional, o Instituto de Telecomunicações, a Universidade de Coimbra e a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

“O sonho permite-nos ousar e transformar aparentes debilidades em recursos. A escuridão, resultante da inexistência de grandes aglomerados urbanos, tantas vezes associada a limitações, assume-se agora como bússola para um novo posicionamento estratégico deste território”, frisou Paulo Fernandes, presidente da Adxtur.

Para Paulo Fernandes, que também é presidente da Câmara do Fundão (distrito de Castelo Branco), este é um projeto que “fortalece ligações estratégicas, gera oportunidades económicas e sociais, desenvolve produtos turísticos exclusivos, salvaguarda o património e promove a qualidade de vida das populações”.

A cerimónia de inauguração do Geoscope deverá contar com a presença do secretário de Estado do Turismo, Pedro Machado, e do presidente do Turismo de Portugal, Carlos Abade.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE