Vamos

Obras inéditas Ragnar Kjartansson no Anozero no Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

Notícias de Coimbra | 11 meses atrás em 31-03-2023

«Não sofra mais» é o título da exposição de Ragnar Kjartansson que, a partir de 14 de abril, pelas 21:00, pode ser vista no Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, em Coimbra.

PUBLICIDADE

É a primeira vez que o artista islandês expõe em Portugal, depois de apresentar a sua obra a solo em vários palcos da arte contemporânea. No Thyssen Bornemisza, em Madrid, em 2022, a sua exposição “Emotional Landscapes” foi uma das mais vistas de sempre naquele museu. A obra de Kjartansson, nomeadamente a peça «The Visitors» tinha alcançado fama mundial em 2019 ao ser aclamada pelo The Guardian como a melhor obra de arte do século XXI até à data.

PUBLICIDADE

O Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, além desta peça, vai receber outras obras aclamadas de Ragnar Kjartansson, tais como “A Lot of Sorrow”, uma performance gravada com a banda The National em que o próprio artista é um dos protagonistas.

PUBLICIDADE

publicidade

A exposição traz também obras inéditas, que Ragnar concebeu propositadamente para o espaço e a propósito do espaço do emblemático mosteiro. Uma das estreias – «não sofra mais», que dá nome à exposição – foi inspirada pelo slogan dos famosos rebuçados Dr. Bayard que Kjartansson conheceu numa visita a Portugal.

O solo show de Ragnar Kjartansson inscreve-se no Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra que pretende trazer à cidade, nos anos em que não há Bienal, obras individuais muito marcantes, como foi o caso da exposição de José Pedro Croft, em 2020. A exposição vai coincidir com a comemoração dos 10 anos de inscrição da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia, na Lista do Património Mundial reconhecido pela UNESCO. Esta classificação deu, aliás, origem à Bienal, que propõe uma reflexão sobre o confronto entre arte contemporânea e património, explorando os riscos e as múltiplas possibilidades associadas a este património cultural.

PUBLICIDADE

Além da exposição, que pode ser visitada entre 14 de abril e 16 de julho, o Anozero, organizado pelo Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, Câmara Municipal de Coimbra e Universidade de Coimbra, propõe um programa educativo extenso, que inclui visitas mediadas à exposição e ao mosteiro. Todas as informações podem ser acedidas em: https://geral.anozero-bienaldecoimbra.pt/anozero-soloshow23/

A exposição pode ser visita entre quartas a domingos, das 11:00 às 19:00 e está aberta aos feriados.

 

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com