Conecte-se connosco

Exposições

Obras de artistas portugueses entre mais de 900 criadores exibidos na Art Paris

Publicado

em

Obras de vários artistas portugueses, entre os quais Leonel Moura, com um projeto que envolve inteligência artificial, vão estar na feira Art Paris, de 07 e 10 de abril, na capital francesa, onde estarão 130 galerias de arte de 20 países.

Este ano, em 24.ª edição, o certame, dedicado à arte moderna e contemporânea, reunirá obras de cerca de 900 artistas, com a emergência climática em foco, e uma abordagem centrada em dois temas: “Histórias Naturais” e “Arte & Ambiente”.

De Portugal, estarão artistas representados por várias galerias, nomeadamente através da Jeanne Bucher Jaeger, com sede em Paris, e em Lisboa, com obras dos artistas portugueses Miguel Branco e Rui Moreira.

Outras galerias, sobretudo de França e Espanha, também irão exibir na feira criações de portugueses, como a Galería Fernando Pradilla, com obras de Pedro Calapez, a Irène Laub Gallery, que representa Rui Calçada Bastos, José Pedro Croft, Fernanda Fragateiro e Pedro Abreu Henriques Paixão.

A Galerie Nathalie Obadia levará trabalhos do artista guineense Nú Barreto, que atualmente tem obras expostas na mostra “Europa Oxalá”, patente na Fundaçãpo Calouste Gulbenkian até 22 de agosto, mostra que seguirá depois para a Bélgica, para o Museu Real da África Central (AfricaMuseum), em Tervuren, no quadro da Temporada Cruzada Portugal-França.

O artista português Leonel Moura, pioneiro da arte computacional, irá apresentar uma ‘performance’ artística integrando inteligência artificial no processo criativo, que o torna em si mesmo uma obra de arte.

Este projeto, apoiado pela Fundação Guy & Myriam Ullens, será apresentado a par de um outro, na mesma temática da robótica, do francês Michel Paysant.

As duas obras, apresentadas com curadoria de Jérôme Neutres, agora exibidas pela primeira vez, em França, na Art Paris, estiveram em 2021 no Centro de Arte Contemporânea de Pequim, como parte da exposição “Imaterial/re-material”, uma breve história da arte computacional.

Guy e Myriam Ullens, os mecenas da fundação, desenvolveram nos últimos anos uma das maiores coleções de arte digital e robótica.

Na feira, poderão ser vistas obras de artistas de várias gerações da arte moderna à contemporânea, desde emergentes a consagrados, entre eles Ai Weiwei, Balthus, Anish Kapoor, Lucio Fontana, Salvador Dali, Max Ernst, Le Corbusier, Alexander Calder ou Jean Cocteau.

Depois de uma feira cem por cento em formato digital, em 2020, devido às restrições da pandemia, a Art Paris realizou-se presencialmente em 2021, tendo recebido mais de 72.000 visitantes.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link