Conecte-se connosco

Desporto

Óbito/Chalana: Benfica vai efetuar homenagem na Luz e retira camisola 10 esta época

Publicado

em

O Benfica anunciou que o antigo futebolista Fernando Chalana, que morreu hoje aos 63 anos, será homenageado no relvado do Estádio da Luz na sexta-feira, referindo que decidiu retirar a camisola 10 na equipa principal esta época.

“O Sport Lisboa e Benfica informa que Fernando Chalana será homenageado no relvado do Estádio da Luz, na sexta-feira, dia 12, pelas 15:30. A cerimónia, de profundo benfiquismo, será aberta a todos os que queiram marcar presença num último adeus ao Pequeno Genial, estando toda a nação benfiquista convidada para prestar tributo a quem tanto nos fez vibrar nos relvados e se consagrou como uma das maiores figuras do clube e do futebol português”, refere o clube em comunicado.

O antigo futebolista Fernando Chalana morreu hoje aos 63 anos, informou nas redes sociais o Benfica, clube no qual o avançado fez grande parte da carreira.

“Fernando Chalana, o nosso Pequeno Genial, faleceu, aos 63 anos, na madrugada desta quarta-feira, 10 de agosto”, lê-se numa mensagem dos ‘encarnados’ no Twitter.

O corpo de Fernando Chalana estará em câmara-ardente a partir de quinta-feira, na Basílica da Estrela, em Lisboa, das 19:00 às 22:00, com o velório a prosseguir na sexta-feira de manhã, a partir das 10:00.

Segue-se a celebração de uma missa, com o cortejo fúnebre a sair para o Estádio da Luz, onde as bancadas estarão abertas para a homenagem a Fernando Chalana.

O corpo seguirá depois para o Cemitério do Alto de São João, onde pelas 17:30 terá lugar a cremação, numa cerimónia restrita à família.

A direção dos ‘encarnados’, liderada por Rui Costa, decidiu também que não haverá camisola número 10 no plantel da equipa principal de futebol nesta temporada, numa “evocação da memória do inesquecível e inimitável Fernando Chalana”.

Com início da formação no Barreirense, Chalana, 27 vezes internacional por Portugal, chegou ao Benfica em 1974/75, ainda com idade de júnior e mudou-se em 1984/85 para o Bordéus, clube no qual esteve três anos antes de regressar às ‘águias’, terminando a carreira com uma época no Belenenses (1990/91) e outra no Estrela da Amadora (1991/92).

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade