Conecte-se connosco

Coimbra

O prato do dia é massa

Publicado

em

Os “novos” gestores da intervencionada Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Coimbra (CCAMC) mandaram executar empresas e empresários ligados aos restaurantes  Giuseppe & Joaquim, Still Is e Itália, entre outros, exigindo o pagamento de mais de meio milhão de Euros

Notícias de Coimbra sabe que na passada sexta-feira  entraram numa das Varas Mistas do Palácio da Justiça de Coimbra  3 processos de execução ordinária. O primeiro tem o valor de  80 501,50 e tem como executados Giuseppe & Batista,  Manuel Joaquim Baptista de Carvalho e Maria Giuseppe. O segundo reclama o pagamento de 108 534,06 por parte da New Skills, SGPS, Manuel Joaquim Baptista de Carvalho, Maria Giuseppe e Pedro Luis Pinto Costa Pereira. O terceiro é de montante mais elevado. Manuel Joaquim Baptista de Carvalho e  a New Skills não terão liquidado 380 413,82€

Recordamos que Notícias de Coimbra divulgou em primeira mão que a CCAMC foi intervencionada pela Caixa Central.

Entre outros factos graves, foi colocada em causa a gestão de Luís Patrício, tendo sido questionada a concessão de empréstimos a empresários com ligações a José Eduardo Simões, a condenado por corrupção que preside à direcção da AAC/OAF, a cujos órgãos sociais pertenceu (segundo dados da Conservatória de Coimbra ainda pertencerá ao Conselho Fiscal) o suspenso administrador da Caixa Agrícola de Coimbra, que agora é administrada pela pela CC através de Gene Gomes Torres.

Notícias de Coimbra irá acompanhar a evolução destes e de outros processos, sendo do nosso conhecimento que há mais casos deste tipo na instituição bancária com sede na Rua João Machado, sendo certo que alguns dizem respeito à universalidade empresarial de um dos vice-presidentes da Briosa.

Em actualização

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link