Desporto

O novo senhor FC Porto!

Notícias de Coimbra | 2 meses atrás em 07-05-2024

André Villas-Boas vai assumir hoje a presidência do FC Porto, na cerimónia de posse dos órgãos sociais da direção encabeçada pelo antigo treinador do clube, 10 dias depois de derrotar Pinto da Costa nas eleições ‘azuis e brancas’.

PUBLICIDADE

A cerimónia arranca às 12:00, no Estádio do Dragão, no Porto, e vai consumar a entrada em ação dos novos corpos gerentes para o quadriénio 2024-2028, eleitos em 27 de abril último, com um triunfo folgado da lista B no sufrágio mais disputado da história do clube.

André Villas-Boas vai suceder a Pinto da Costa como presidente da direção do FC Porto, enquanto António Tavares rende José Lourenço Pinto na chefia da Mesa da Assembleia Geral e Jorge Guimarães dará lugar a Angelino Ferreira no Conselho Fiscal e Disciplinar.

PUBLICIDADE

Já Fernando Freire de Sousa foi o primeiro nome indicado para o Conselho Superior, que tem 20 membros efetivos, dos quais 15 foram eleitos pela lista B, quatro pela candidatura de Pinto da Costa (A) e um pelo movimento independente encabeçado pelo advogado e professor universitário Miguel Brás da Cunha (D), que só concorreu ao órgão consultivo.

Villas-Boas tornou-se o 34.º presidente da história do FC Porto em 27 de abril, ao totalizar 21.489 votos (80,28%) para se superiorizar nas eleições dos órgãos sociais dos ‘dragões’, quebrando uma sequência de 15 mandatos e 42 anos de Pinto da Costa, que acumulou 5.224 (19,52%), com o empresário e professor Nuno Lobo a somar 53 (0,2%).

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O ato eleitoral mais concorrido de sempre do clube contou com a participação de 26.876 associados no Estádio do Dragão, tendo havido também 73 votos em branco e 37 nulos.

A inédita eleição de André Villas-Boas, de 46 anos, implica o fim do ‘reinado’ presidencial de Pinto da Costa, de 86 anos, que já comandava o FC Porto desde 17 de abril de 1982, tornando-se, desde então, o dirigente com mais títulos e longevidade do futebol mundial.

Em face dos prazos impostos pelo Código das Sociedades Comerciais e pelo Código do Mercado dos Valores Mobiliários, apenas depois da tomada de posse dos novos órgãos sociais do clube é que poderá ser agendada a convocação de uma Assembleia Geral de acionistas, com 21 dias de antecedência mínima, para a investidura da nova composição da SAD, que tem sob sua alçada a administração do futebol profissional ‘azul e branco’.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE