Conecte-se connosco

Crimes

Não há remédio!

Publicado

em

A PJ revelou que no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), em que se investiga a prática de crimes cometidos em prejuízo do Serviço Nacional de Saúde, designadamente de falsificação de documento, burla qualificada e tráfico de estupefacientes, a Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), com a colaboração do Ministério da Saúde, realizou uma operação na zona da Grande Lisboa, no âmbito da qual foram realizadas onze buscas, domiciliárias e não domiciliárias, e detidos quatro homens, todos ligados a várias atividades do ramo da saúde, tendo ainda sido apreendido diverso material relacionado com os crimes em investigação.

A atividade criminosa, que remonta ao início do ano de 2012, consistia na apresentação de receituário falso referente a medicamentos com elevada taxa de comparticipação, bem como na prescrição de opiáceos utilizados como analgésico estupefaciente sujeito a prescrição médica e, desta forma, obter importantes vantagens financeiras, em prejuízo do erário público. Foi ainda apreendida uma unidade de produção de cannabis.

Os detidos foram presentes às autoridades judiciárias competentes a fim de serem sujeitos a primeiro interrogatório judicial. A investigação prossegue no sentido de determinar todas as condutas criminosas e o seu alcance, bem como apurar o total do prejuízo causado ao Estado Português.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com