Conecte-se connosco

Mundo

Museus “transformados” em cabeleireiros devido às regras sanitárias nos Países Baixos

Publicado

em

Dezenas de museus e locais de concertos nos Países Baixos ‘transformaram-se’ hoje temporariamente em salões de cabeleireiros e ginásios para protestar contra as restrições sanitárias impostas para travar a covid-19 no setor cultural.

Um barbeiro e duas esteticistas atendiam os visitantes no museu Van Gogh em Amesterdão, rodeados por obras de arte inestimáveis, enquanto dois barbeiros montavam cadeiras no palco do “Concertgebouw”, a sala de concertos mais importante da capital.

O setor cultural considera injusto continuar encerrado enquanto as restrições foram levantadas na semana passada para lojas e “profissões de contacto” tais como barbeiros, salões de manicura e até trabalho sexual.

“Queríamos deixar claro que uma visita a um museu é segura e que temos de estar abertos. Esperamos receber um aviso a qualquer momento, após o qual teremos de fechar, mas queríamos realmente fazer valer esse ponto de vista”, afirmou Emilie Gordenker, diretora do museu Van Gogh, à France-Press.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link