Conecte-se connosco

Portugal

Município de Seia pretende aumentar a reciclagem com a tecnologia inovadora PAYT

Publicado

em

O Município de Seia está na vanguarda da inovação e inaugurou 10 novas ilhas ecológicas, equipadas com a moderna tecnologia PAYT. Este sistema inovador, mais justo e equitativo, visa aumentar a separação dos resíduos recicláveis e reduzir a quantidade de lixo indiferenciado que é depositado em aterro, permitindo, com isso, no futuro, reduzir a tarifa de resíduos.

Em 2020, no município de Seia, foram separadas 883 toneladas de resíduos para reciclagem e produzidas 8.651 toneladas de resíduos urbanos. Após um forte investimento no alargamento da rede de ecopontos e meios de recolha, a Câmara Municipal de Seia e a Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão estão agora a implementar um projeto-piloto PAYT, no centro da cidade.

PAYT (Pay-As-You-Throw) significa que cada utilizador paga conforme o lixo indiferenciado que produz. O projeto é inovador e prevê beneficiar, num futuro próximo, quem recicla. Através deste projeto pioneiro será possível reduzir a tarifa de resíduos que todos pagamos em casa, beneficiando quem separa os resíduos para reciclagem e adota boas práticas ambientais.

“Estamos na implementação de um sistema mais moderno, mais qualitativo, no sentido daquilo que possa ser, por um lado, a defesa do ambiente, através de um conjunto de ações, que acarretam mais qualidade em termos do serviço, e por outro lado também, no contexto da cobrança de valores, que possa ser menos oneroso para o próprio utente, que dele faz efetivamente uso”, refere o presidente da Câmara Municipal de Seia, Carlos Filipe Camelo.

No âmbito deste projeto-piloto, foram instaladas 10 novas ilhas ecológicas, equipadas com tecnologia inovadora. Os moradores desta zona residencial receberam uma chave de acesso, pessoal e intransmissível, que permite abrir os vários contentores de resíduos, abrangidos pelo projeto PAYT.

Até 2025, o objetivo é reciclar 65% dos resíduos de embalagens produzidos, contribuindo, desta forma, para a Economia Circular e para a valorização dos resíduos como recursos, permitindo que sejam reciclados e transformados em matéria-prima para novos produtos, evitando, assim, que sejam desperdiçados em aterro.

Esta ação insere-se no Plano de Sensibilização e Educação Ambiental, desenvolvido pela Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão e cofinanciado pelo POSEUR, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo de Coesão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com