Assinaturas NDC

Apoie a nossa missão. Assine o Notícias de Coimbra

Mais tarde

Mundo

Mulher vítima de homicídio identificada 30 anos após o crime

Notícias de Coimbra | 11 meses atrás em 22-03-2023

Christian Belusko foi assassinada em Nova Jersey, em 1991, com 30 anos de idade. O culpado da sua morte nunca foi identificado. A vítima foi identificada por uma tatuagem de um escorpião. A filha, na altura com dois anos, continua em parte incerta.

PUBLICIDADE

Foi ao fim de 31 anos que as autoridades norte-americanas identificaram a vítima do homicídio. A identidade foi revelada na terça-feira, dia 21. Contudo, a filha de Belusko, Christa Nicola, foi identificada, mas continua desaparecida.

“Já notificámos a família da sua morte, e continuamos os esforços para localizar Christa Nicola, para lhe dizermos quem era a mãe e o que foi feito para chegar à justiça neste caso. Não a podemos trazer de volta, mas queremos que Christa Nicola saiba que nunca foi esquecida”, assegurou à Sky News Michael McMahon, procurador-geral de Staten Island.

O avanço no caso foi “possível graças à análise de amostras de sangue e tecido guardadas pelo médico legista”, conta o The New York Times.

Belusko foi encontrada algemada e queimada. Na altura, as informações sobre a mulher eram escassas apenas teriam a tatuagem para servir de identificação.

A vítima foi atingida 17 vezes na nuca com um martelo com a inscrição “Loyd L”, que foi encontrado ao lado do seu corpo. Até ao momento, o culpado não foi localizado.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com