Crimes

Mulher de 32 exercia “violência física e psicológica extrema para com o seu companheiro de 59

Notícias de Coimbra | 3 meses atrás em 20-03-2024

 Uma mulher de 32 anos foi detida em Leiria por ser suspeita do crime de violência doméstica sobre o companheiro, que terá agredido física e psicologicamente, anunciou hoje a Polícia de Segurança Pública (PSP).

PUBLICIDADE

Num comunicado, a PSP explicou que a suspeita foi detida na segunda-feira pela alegada prática do crime de violência doméstica, tendo sido indiciada por “violência física e psicológica extrema para com o seu companheiro, de 59 anos”.

Segundo a PSP, a mulher efetuou “ações de perseguição no local de trabalho e lazer” do homem, além de controlar o telemóvel deste, incluindo-se, ainda, “ameaças de suicídio com recurso a arma branca”.

PUBLICIDADE

A polícia referiu que “grande parte destes comportamentos [eram] na presença do filho menor de ambos”.

A PSP adiantou que a vítima, que “já por diversas vezes pediu auxílio”, dormia “em quarto separado com a porta trancada por temer pela sua integridade”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Além dos “episódios de violência psicológica”, o homem “foi agredido várias vezes em diversas partes do corpo”, sendo que a arguida exercia sobre ele “coação para efetuar as suas manobras de controlo e ciúme, bem como de obtenção de bens materiais”.

Presente hoje a primeiro interrogatório judicial, o juiz de instrução criminal determinou que a arguida aguardasse o desenrolar do inquérito em liberdade, mas proibida de contactar, permanecer e frequentar a residência da vítima, assim como o seu local de trabalho.

Fonte da PSP adiantou à Lusa que a arguida não tem antecedentes criminais e que esta força de segurança não tem registo de outras queixas por parte da vítima.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE