Conecte-se connosco

Mudança do tempo pode ser “princípio do fim” dos incêndios

Publicado

em

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, considerou na terça-feira à noite que as condições meteorológicas mais favoráveis podem indiciar “o princípio do fim” dos incêndios no concelho de Góis, distrito de Coimbra.

“Temos a temperatura muita mais baixa do que esteve ontem [domingo], quando estávamos com temperaturas noturnas acima dos 30 graus, e com um melhor índice de humidade, que ontem [domingo] chegava a atingir zero. Hoje, é completamente diferente, estamos com cerca de 20 graus e nota-se: já sentimos isto mais fresco,” disse à Lusa Jorge Gomes.

O secretário de Estado falava no posto de comando instalado na Selada do Braçal, junto à estrada nacional (EN) 112, que dá acesso à Pampilhosa da Serra.

Apesar das cinco frentes ainda ativas, Jorge Gomes acredita que, não obstante “a alguma celeridade no fogo que existe”, a noite e a pouca chuva que se fez sentir ajudou no combate aos fogos.

“Penso que é uma noite importante para todos nós, que estamos nestas tarefas desde sábado, e que para os cerca de mil operacionais que estão hoje no terreno vai ser, espero, o princípio do fim”, considerou Jorge Gomes.

O secretário de Estado da Administração Interna confirmou ainda a estimativa da presidente da Câmara Municipal de Góis, Lurdes Castanheira, quanto ao realojamento dos 155 residentes no concelho, que foram retirados das suas residências “por mera precaução”.

“Penso que vamos ter uma noite que nos vai ajudar a preparar o bom caminho para amanhã. Amanhã [hoje], talvez possamos traçar um horizonte para pôr um ponto final neste incêndio de Góis, bem como no de Pedrógão e Pampilhosa”, afirmou Jorge Gomes.

O adjunto do Comando Nacional de Bombeiros, Pedro Nunes, informou, ao cair da noite de segunda-feira, que estavam no terreno cerca de 900 operacionais, apoiados por 300 veículos, a que se deveriam juntar mais um grupo de 50 bombeiros, com chegada prevista para o meio da noite, assim como outro grupo de bombeiros florestais vindos de Espanha, que previu chegarem pela manhã de segunda-feira.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade