Vamos

Moura Art chega a Coimbra e traz “um catálogo de luxo”

Angel Machado | 2 meses atrás em 20-02-2024

A nova galeria de Arte Contemporânea Moura Art, nasceu da necessidade de olhar de outra maneira a arte e os artistas de Coimbra.

PUBLICIDADE

Manuel Guinapo, engenheiro civil e artista plástico, encontrou nas artes plásticas a expressão máxima para a sua emoção.

“O desenho e a pintura são uma necessidade emocional. É como respirar. As artes plásticas sempre fizeram parte da minha existência” – afirma o galerista.

PUBLICIDADE

publicidade

É um apaixonado por cultura e arte, e, por isso, propõe um espaço de encontro entre artistas e admiradores.

“A arte precisa da parte boémia, das vivências, do contacto com as pessoas” , sublinha o artista.

PUBLICIDADE

“Na minha casa há sempre um cavalete com uma tela inacabada, work in progress. Os blocos de papel, os lápis e as tintas estão sempre comigo”, confidencia.

Manuel Guinapo acredita que Coimbra, através das instituições políticas, culturais e a sociedade civil têm de apostar seriamente na cultura e na arte.

“Os artistas, os galeristas e os museus da cidade estão praticamente abandonados, entregues a si próprios, e podiam afirmar e promover Coimbra no país e no estrangeiro”.

O galerista e pintor é natural de Amareleja, freguesia de Moura, no Alentejo. Aos cinco anos fez a sua primeira pintura, o retrato da sua avó paterna, Ana Guinapo, em tons vermelhos e amarelos.

“Desde criança que desenho e pinto. A luz e as cores do Sul estão dentro de mim, fazem parte daquilo que sou enquanto artista. Desenhar a minha avó foi um momento único e espontâneo. Agora percebo, iniciava ali a minha história com as Artes Plásticas”. Talvez, por isso, se auto classifica um “artista emocional”.

É admirador de Caravaggio, o artista mais inovador do período Barroco, que trouxe uma nova perspectiva da relação entre a luz e a sombra à pintura. As suas telas, em tons terrosos, contrastam com os pontos de luz, “nenhum outro conseguiu usar essa técnica”, reconhece.

Na Galeria de Arte Contemporânea Mouta Art podem ver-se artistas consagrados, de diferentes estilos e nacionalidades: Artur Bual; Pedro Olaio (filho); José de Guimarães; Nikias Skapinakis; Francisco Relógio; Noronha da Costa; Sofia Areal; Cruzeiro Seixas; Rui Cunha; S. Ramos; Fran Mayor Maestre; Xana Abreu; Juan Domingues; Pedro Versteeg; Leandro Machado; Carlos Ramos; Alfredo Luz; Elizabeth Leite e Manuel
Moura. Os artistas expostos constituem um catálogo de luxo.

A Galeria de Arte Contemporânea Moura Art fica na Rua António José de Almeida, nº 337 e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 11:00 às 19:00.

Clique na fotogaleria e desvende um pouco da nova galeria de arte em Coimbra:

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE