Conecte-se connosco

Região

Misericórdia de Soure celebra 500 anos com novas instalações e Centro de Memória

Publicado

em

A Santa Casa da Misericórdia de Soure (SCMS) assinala 500 anos no sábado, com um programa que inclui a inauguração do Centro de Memória e das novas instalações dos Serviços Centrais da instituição,

A administradora da Misericórdia de Soure, Célia Godinho, disse hoje à agência Lusa que “aqueles serviços estão a funcionar no novo edifício desde 2020”, mas que, devido à pandemia da covid-19, “só agora é possível a sua inauguração”.

Outrora constituída por duas habitações e “totalmente remodelada para o efeito”, a antiga Casa dos Magistrados da vila, no distrito de Coimbra, foi cedida pelo município à instituição, que custeou integralmente a sua reabilitação e adaptação a novas utilizações.

O programa comemorativo do meio milénio da fundação da SCMS, em 1520, começa às 15:00, na Igreja da Misericórdia, com a “eucaristia de ação de graças dedicada a todos os que fizeram parte do percurso” da entidade, celebrada pelo bispo de Coimbra, Virgílio do Nascimento Antunes.

No fim da missa, realiza-se um desfile com a participação das irmandades congéneres da região até às novas instalações dos Serviços Centrais da SCMS, dirigida pelo provedor Manuel Ramos Martins.

A bênção pelo prelado da Diocese de Coimbra e a inauguração estão marcadas para as 16:30, seguidas de “uma visita guiada pela curadora Cristina Nogueira ao Centro de Memória”, segundo Célia Godinho.

“O novo espaço cultural é constituído por um núcleo museológico e um centro de documentação onde se exibe o valioso património da Misericórdia de Soure, que ilustra o percurso histórico da instituição desde 1520 com recurso a textos, imagens, objetos e documentos, alguns inéditos”, salienta a Misericórdia de Soure em comunicado.

O Centro de Memória “será a partir de agora um polo cultural de referência, quer na preservação das memórias e da história da instituição, quer na dinamização do seu património cultural junto da comunidade”, adianta.

Célia Godinho informou que a instituição, entre idosos e crianças, apoia atualmente mais de 300 utentes, metade deles acolhidos no lar, sendo os restantes acompanhados nas diferentes valências.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com