Conecte-se connosco

Região

Miranda do Corvo: PSD contra chumbo da desagregação da freguesia de Rio de Vide

Publicado

em

A Comissão Política do Partido Social Democrata (PSD) lamenta que o Partido Socialista (PS) tenha chumbado a proposta de desagregação da freguesia de Rio de Vide, no concelho de Miranda do Corvo, que correspondia à vontade da população.

Dando eco ao desejo das pessoas, o PSD pediu que fosse marcada uma Assembleia de Freguesia, que se realizou na segunda-feira, tendo todos os eleitos do PS (que tem a maioria tanto na Assembleia de Freguesia como na Câmara e Assembleia Municipal) chumbado a proposta. O PSD acusa, assim, o PS de não demonstrar “qualquer vontade de reavaliar o assunto” e de mostrar “total desinteresse com o tema”.

Em nota enviada, explica que a freguesia de Rio de Vide, que integra agora a União das Freguesias (UF) de Semide e Rio de Vide, “cumpre todos os requisitos para poder voltar a ser uma freguesia autónoma de acordo com a Lei 39/2021 publicada em junho do ano passado”.

Recorde-se que, como noticiou o Notícias de Coimbra a 3 de novembro, o PSD reuniu com a população da antiga freguesia de Rio de Vide para perceber qual “seria a vontade das pessoas” perante a hipótese da desagregação da UF. Para os social-democratas, a vontade expressa pelas largas dezenas de pessoas presentes foi “clara e inequívoca no sentido de se avançar com um pedido de desagregação da atual UF de Semide e Rio de Vide”, o que levou o partido a avançar, então, “com um pedido formal de marcação de uma assembleia de freguesia extraordinária a realizar em Rio de Vide”, referiu na altura o presidente da comissão do PSD, José Miguel Ferreira.

“Na reunião realizada, foi clara a tristeza com a falta de cuidado e investimento que tem existido nos lugares de Rio de Vide”, refere o PSD, destacando a vontade das pessoas para que “voltasse a ser uma freguesia autónoma”.

O PSD lamenta “a postura do PS” e espera que, pelo menos, possa ser resolvido o que “desagrada à população de Rio de Vide”, nomeadamente a existência de atendimento semanal à população na sede da antiga Junta; a ligação das redes de saneamento construídas e abandonadas há mais de 10 anos e ampliação das mesmas a outros lugares; igualdade no acesso a oportunidades e atividades para as crianças ali residentes; reforço da pressão da água em vários lugares; e cuidado, valorização e dignidade para o património natural e histórico de Rio de Vide.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com