Conecte-se connosco

Coimbra

Mercado D. Pedro V com novo espaço de restauração a partir de segunda-feira (com vídeos)

Publicado

em

É na segunda-feira que abre o primeiro espaço de restauração no Mercado D. Pedro V, trata-se do Takeout – Grelhados, Snack Bar. Até fevereiro irão abrir os outros 11 contemplados na requalificação e refuncionalização deste local na Baixa de Coimbra.

Refira-se que a Câmara atribuiu, em maio, através de concurso público, o direito de exploração dos espaços de restauração e bebidas à empresa Renasceia – Hotelaria e Restauração, Lda.

Com a abertura ao público destes novos estabelecimentos, o horário de funcionamento dos pisos 1 e 2 do Mercado D.Pedro V será de segunda a quarta-feira até às 00:00 e de quinta-feira a sábado até às 02:00. Já o piso 0 passa a estar aberto até às 19:00, de segunda-feira a sábado.

“Nós precisamos desses novos espaços para o mercado estar mais ativo, que venha algo de novo, que traga mais clientes!”,frisou, ao NDC, a peixeira Fátima Andrade.

“Nós estamos com esperança”, remata.

A comerciante Alice Nunes mostra-se com grandes expetativas em relação à requalificação do Mercado D. Pedro V. “Depois do pó que todos comemos e dos barulhos que suportámos, esperamos que isto seja uma mais valia”, acrescentando que “irá chamar mais pessoas a este espaço que foi todo renovado”.

Foi em março de 2020 que a Câmara de Coimbra consignou a obra de requalificação e refuncionalização deste espaço emblemático, num investimento superior a 1,5 milhões de euros. Uns meses depois foi aberto o concurso público para a exploração de espaços de restauração, bebidas e afins, tendo sido contratualizado em maio com a empresa Renasceia – Hotelaria e Restauração, Lda., pelo valor anual de 23.400 euros.

O objetivo passa por implementar novas dinâmicas de funcionamento no Mercado, através da instalação de fornecedores de refeições e da criação de uma zona central comum com mesas, a praça de restauração. Aqui vão ser criados 12 espaços do setor alimentar, mas na zona central do 1.º piso também vão nascer outras áreas. Uma que servirá de ponto de encontro (meeting point), outra vocacionada para pequenas feiras temáticas (Largo da Feira) e eventos de animação, e uma outra dirigida aos produtores agrícolas, que prevê a criação de bancas amovíveis adaptáveis às diversas solicitações para vender no Mercado.

No andar superior da galeria do Mercado do Peixe vai ser criado um espaço de restauração individualizado, com entrada também a partir do estacionamento superior (o que permitirá funcionar mesmo com o restante mercado fechado), apoiado com instalações sanitárias e uma cozinha de confecção, com entrada própria para cargas e descargas. A galeria superior será fechada com uma cortina predominantemente de vidro.

O Mercado vai ganhar, ainda, um “condomínio criativo” com três espaços amplos para lojas, ateliês e cowork; e um miradouro na antiga “casa dos frangos”, que vai constituir um espaço exterior aprazível, com esplanada, árvores e espaço relvado.

Veja o vídeo do Direto NDC com a peixeira Fátima Andrade:

Veja o vídeo do Direto NDC com a vendedora Alice Nunes:

Veja o vídeo do Direto NDC do Mercado D. Pedro V:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link