Conecte-se connosco

Saúde

Médicos do Centro falam de trabalho desumano e desnecessário (com vídeo)

Publicado

em

Está a ser exigido aos médicos  um trabalho “frequentemente desumano” e que “não acrescenta neste momento uma importante mais-valia para combater esta pandemia”, garantiu hoje o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM). Carlos Cortes esteve em direto no Notícias de Coimbra onde afirmou que “os médicos de saúde pública estão no limite”.

“É urgente uma intervenção por parte da Administração Regional de Saúde do Centro e do Ministério da Saúde”, sublinhou o presidente da SRCOM, afirmando que o trabalho dos médicos não tem sido valorizado.

Explicando que os médicos de saúde pública identificam todos os novos casos de covid-19, inserem-nos em bases de dados elaboradas por eles, realizam inquéritos epidemiológicos, acompanham a evolução do estado de saúde do caso de alto risco, emitem credenciais para testes, entre outras tarefas, Carlos Cortes considera que é “preciso mudar a abordagem à pandemia”.

O presidente da SRCOM abordou também a situação no Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Mondego que considerou “muito complexa” e “apenas um dos muitos exemplos do que se passa nas unidades de saúde pública”.

Veja a entrevista em direto a Carlos Cortes, presidente da SRCOM:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link