Conecte-se connosco

Região

Mealhada vai aumentar tarifário de água, saneamento e resíduos em 5%

Publicado

em

O tarifário de água, saneamento e resíduos, praticado na Mealhada, vai subir 5%, em 2023, anunciou hoje a Câmara Municipal deste concelho do distrito de Aveiro.

Numa nota enviada à agência Lusa, a Câmara Municipal da Mealhada informou que a decisão da atualização dos tarifários foi aprovada por maioria, em reunião do executivo que decorreu quarta-feira.

“Na prática, uma família de duas ou três pessoas, com um consumo de 10 metros cúbicos de água, pagou 22,71 euros em 2022 e passará a pagar 24,09 euros em 2023”, descreveu.

De acordo com esta autarquia do distrito de Aveiro, a atualização dos tarifários decorre das normas impostas pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

“A atualização das tarifas torna-se, praticamente, obrigatória pelas normas da ERSAR que impõem uma cobertura de gastos de 90%”, justificou.

Apesar do aumento de 5% do tarifário, que se irá refletir na fatura dos consumidores do concelho, a Câmara da Mealhada decidiu suportar uma ‘fatia’ dos custos.

“Com a taxa fixada nos 5%, ainda assim, teremos cerca de 300 mil euros de défice que não são imputados ao consumidor e são suportados pelo Município. São 300 mil euros alocados ao fornecimento de água, mas temos pela frente um ano difícil para as famílias e não queremos dificultar-lhes, ainda mais, a gestão do seu orçamento”, evidenciou o presidente da Câmara da Mealhada, António Jorge Franco.

Assim, se no escalão de consumo até 10 metros cúbicos a fatura passará de 22,71 para 24,09 euros, numa família de quatro pessoas, com um consumo a rondar os 15 metros cúbicos de água, o valor global da fatura passa de 31,30 em 2021 para 33,24 euros no próximo ano. Estes valores englobam água, saneamento, resíduos, taxa de recursos hídricos, taxa de gestão e resíduos e IVA.

“A maioria dos agregados do Município da Mealhada situa-se nestes dois escalões de consumo que, em termos concretos, sentirão um aumento real de 1,38 e de 1,94 euros, respetivamente”, alegou a autarquia.

No escalão mais baixo consumo, de 5 metros cúbicos, a fatura, em 2023, será de 14,95 euros face aos 14,12 euros pagos este ano.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com