Conecte-se connosco

Lazer

Mealhada quer promover Mata do Bussaco enquanto destino de turismo militar

Publicado

em

A Câmara da Mealhada tem em curso um programa cultural que visa promover a Mata do Bussaco enquanto destino de turismo militar, com base no legado histórico das invasões francesas, revelou hoje fonte da autarquia.

Em declarações à agência Lusa, a vice-presidente da Mealhada, Filomena Pinheiro, explicou que a Batalha do Bussaco, que ocorreu a 27 de setembro de 1810 e é conhecida por ser “o princípio do fim do império de Napoleão”, está no epicentro das diversas iniciativas que vão decorrer até ao dia 29 de maio.

“O Município da Mealhada foi desafiado pela Direção Geral do Património Cultural, Turismo do Centro e Associação de Turismo Militar a associar-se às comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios [18 de abril]. Como temos património diferenciador na temática do turismo militar e também estávamos a terminar o produto turístico Rota de Napoleão, com parceiros espanhóis, decidimos preparar um conjunto de iniciativas”, justificou.

O programa cultural arrancou precisamente na segunda-feira, quando se assinalou o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, com o Museu Militar do Bussaco a abrir portas para visita e exibição do filme e ‘e-book’ “Terra Queimada – Invasão e Resistência”, uma produção de Paulo Fajardo e da Caixa de Palco.

No mesmo dia, a Fundação Mata do Bussaco propôs uma visita guiada ao Convento de Santa Cruz.

Exposições, exibição de filmes, palestras, caminhadas na rota das tropas Napoleónicas marcam esta programação do Município da Mealhada, que pretende “catapultar o património de turismo militar, que está muito presente na região”.

“Queremos dar outro palco e interpretação à Mata do Bussaco, que é a joia da coroa. Queremos manter a mata animada, ao longo do ano, com diferentes produtos turísticos”, destacou a autarca.

Depois da celebração da Semana Santa, em que também foi disponibilizado um vasto programa, a Mata do Bussaco “volta a ganhar vida”.

Para o dia 22 de maio está prevista uma caminhada, que une os três concelhos em torno do Bussaco: Mealhada, Mortágua e Penacova entrarão na rota napoleónica, rumo ao ponto de encontro no Obelisco, na Serra do Bussaco.

Outro ponto de destaque será o Dia Internacional dos Museus, que se assinala em 18 de maio, com a conferência “O poder dos museus”, no Museu Militar do Bussaco – Núcleo Museológico.

“Reiteramos esta vontade de afirmar este destino também como destino de turismo militar, com novos atrativos e trazendo, sobretudo, as memórias da comunidade, seja no âmbito da gastronomia, de dar palco a algumas referências culturais construídas e ainda passar às gerações mais jovens este legado que temos no nosso território e é tão importante”, concluiu.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com