Conecte-se connosco

Coimbra

Mau tempo: Centenas de ocorrências na região Centro, sobretudo quedas de árvores

Publicado

em

O mau tempo que se fez sentir no domingo e na madrugada de hoje originaram centenas de ocorrências na região Centro, sobretudo relacionadas com quedas de árvores que originaram seis feridos.

No distrito de Coimbra, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) registou em seis horas – entre as 21:00 de domingo e as 03:00 de hoje – 238 ocorrências, 180 das quais relacionadas com quedas de árvores, havendo, também, casos de quedas de muros e deslizamentos de terras.

Já hoje de manhã, a neve na serra do Açor obstruiu várias vias municipais, procedendo os bombeiros a trabalhos de limpeza para a reposição da circulação automóvel.

Em Leiria, o comandante distrital de operações de socorro deu conta de 240 ocorrências entre as 09:00 de domingo e as 08:00 de hoje relativas às condições meteorológicas adversas.

As situações mais graves neste distrito prenderam-se com acidentes de viação, em que viaturas colidiram com árvores caídas na estrada, na Marinha Grande e em Pombal, provocando cinco feridos.

Na Guarda, as condições meteorológicas adversas derrubaram algumas árvores e causaram um ferido ligeiro, segundo fonte do CDOS.

A fonte do CDOS disse que o ferido ligeiro resultou da queda de uma árvore na avenida Sá Carneiro, nas proximidades do Instituto Politécnico local.

Devido à queda de neve que se regista no concelho da Guarda, a proteção civil municipal pede aos automobilistas que circulem com precaução.

Também devido à queda de neve duas estradas nacionais no norte do distrito de Viseu – a 2 e a 321 – encontravam-se ao início da manhã cortadas ao trânsito automóvel.

Ainda neste distrito registaram-se durante a noite muitas quedas de árvores, mas sem danos.

Em Castelo Branco, entre as 15:00 de domingo e as 08:00 de hoje, foram reportadas ao CDOS “27 quedas de árvore, algumas quedas de mobiliário urbano, três desabamentos de estruturas edificada, oito quedas de elementos de construção, cinco aluimentos de terras e duas inundações de estruturas”.

Segundo o CDOS, as ocorrências não provocaram feridos e foram resolvidas num curto espaço de tempo.

No Fundão, as condições meteorológicas adversas atingiram o salão de festas de Atalaia do Campo, cujo telhado ficou “praticamente todo destruído”, informou o secretário da União de Freguesias da Póvoa da Atalaia e Atalaia do Campo, referindo que o “prejuízo é certamente elevado”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com