Vamos

“Máscaras Rituais de Portugal” no Atrium Mira

Notícias de Coimbra | 5 meses atrás em 18-01-2024

A exposição “Máscaras Rituais de Portugal – coleção de Roberto Afonso”, poderá ser visitada no Espaço Atrium Mira, a partir deste sábado, 20 de janeiro.

PUBLICIDADE

Depois de ter sido apresentada publicamente na Mascararte – VIII Bienal da Máscara de Bragança – 2017, a coleção caminha já para o oitavo ano de itinerância ininterrupta, entre diversos espaços culturais de
Portugal e Espanha.

Em Portugal, as festas solsticiais de inverno com mascarados têm o seu início no dia 31 de outubro, em
Cidões – Vinhais, com a Festa da Cabra e do Canhoto. Seguem-se as festas de dezembro, na sua maior parte dedicadas a Santo Estêvão, o protomártir do cristianismo e padroeiro dos rapazes, altura em que as
máscaras assumem maior protagonismo, continuando durante o mês de janeiro e, depois, durante o
Carnaval, nas quais se incluem o Entrudo das Aldeias de Xisto – Góis e o Entrudo dos Caretos da Lagoa –
Mira, ambos no distrito de Coimbra, com este representado pela primeira vez na colecção através de uma
Campina, a máscara típica usada pelos caretos.

PUBLICIDADE

As mascaradas culminam na Quarta-feira de Cinzas, com o Dia dos Diabos, data em que a Morte e os Diabos saem à rua na Edrosa (Vinhais), Vinhais e Bragança.

Fora deste período associado ao solstício de inverno, em Sobrado – Valongo (Porto), a Bugiada, a 24 de
junho, representa a única festa de verão com mascarados em Portugal.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Compõe-se de cerca de 80 máscaras, assinadas por 49 artistas, divulgando 41 festas com
mascarados em Portugal – distritos de Bragança, Coimbra, Guarda, Porto, Viana do Castelo e Viseu –,
ilustradas com textos que permitem o enquadramento de cada peça/festa.

Num conceito que rompe com a convencional exposição de máscaras, o conjunto das assemblages que o
colecionador criou tem vindo a aumentar e apresenta-se, também, como um roteiro das
mascaradas portuguesas, exibido cronologicamente, entre 31 de outubro e 24 de junho, conjugando vários acessórios, fragmentos de trajes ou utensílios usados pelos protagonistas das festas e associados a cada ritual representado.

Todo este espólio, profundamente ligado à cultura popular, que carateriza e distingue as regiões
representadas, resultou na publicação do livro “Máscaras Rituais de Portugal – coleção de Roberto Afonso”, editado, em março de 2019, pela Câmara Municipal de Bragança, no qual são apresentadas imagens de todas as composições presentes, então, na exposição, assim como os textos explicativos e identificativos de cada festa, máscara e respetivos artesãos.

A coleção de Roberto Afonso, investigador e colecionador que, desde 2014, assume a presidência da
Assembleia Geral da Academia Ibérica da Máscara, estará patente ao público no espaço Atrium – Mira, entre 20 de janeiro e 13 de abril.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE