Conecte-se connosco

Saúde

“Marta Temido devia ter estado mais próxima dos profissionais de saúde” (com vídeo)

Publicado

em

O presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos considera que a ministra da Saúde, Marta Temido, que hoje se demitiu, “devia ter aproveitado mais as oportunidades de diálogo com os profissionais de saúde”. Carlos Cortes diz, no entanto, que “é tempo de olhar em frente” e “não cometer os erros do passado”. 

“O Ministério da Saúde esteve demasiado tempo de costas viradas para os profissionais da saúde e é preciso existir um diálogo de grande aproximação”, disse Carlos Cortes em entrevista ao Notícias de Coimbra. “A doutora Marta Temido devia ter aproveitado mais as oportunidades de diálogo”, sustentou garantindo que tem um “enorme respeito por quem dedica a sua vida em prol dos outros”. 

O médico diz que o cargo de ministro da saúde é de “enorme responsabilidade” e que António Costa deve fazer uma “escolha serena, bem pensada e adequada” no entanto tem de ser uma “decisão muito rápida porque os problemas não esperam”.

A demissão da ministra da Saúde, Marta Temido, foi divulgada hoje de madrugada.

Veja a reação de Carlos Cortes à demissão de Marta Temido:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com