Partidos

Mário Ruivo continua a sua luta pela transparência no PS de Coimbra

Notícias de Coimbra | 10 anos atrás em 24-09-2014

A candidatura à Federação Distrital do PS Coimbra, sob a moção “ À esquerda da Indiferença” e que tinha como candidato a Presidente da Federação Distrital, Mário Ruivo, anunciou que  interpôs recurso para a Comissão de Jurisdição Nacional do PS da decisão da Comissão de Jurisdição de Coimbra que considerou improcedente o pedido, por si apresentado, de impugnação da eleição para Presidente e delegados ao Congresso de Coimbra.

PUBLICIDADE

Em sede de recurso, Mário Ruivo reitera que “os eleitores e o candidato Mário Ruivo foram limitados no seu direito de participar num processo eleitoral livre, com igualdade de oportunidades, transparente, democrático e feito em conformidade com a lei”.

Ruivo conta que o recurso deu entrada logo após a realização do Congresso da Federação, “local onde foi anunciada a decisão pela Comissão Federativa de Jurisdição de Coimbra cessante, toda ela assinada por militantes afetos a Pedro Coimbra!”.

PUBLICIDADE

O candidato derrotado afirma “que a candidatura não se conforma com a forma decorreu o processo eleitoral em Coimbra – cadernos eleitorais desconhecidos, prazos violados, apenas uma das candidaturas a ter acesso a todos os elementos e decisões da COC (a de Pedro Coimbra) e a candidatura de Mário Ruivo foi invariavelmente hostilizada e descriminada”.

Mário Ruivo conclui que que o recurso para a o órgão máximo de jurisdição, intentado logo após a realização do Congresso, demonstra que a candidatura não se conforma que atropelos à democracia, manifestando a sua disposição de recorrer ao Tribunal Constitucional se tal se vier a revelar necessário.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE