Conecte-se connosco

Coimbra

Marinha no Rio Mondego

Publicado

em

A Escola Naval no âmbito do seu Plano Anual de Atividades Escolares, e inserido nas atividades de aplicação militar-naval, irá realizar a descida do rio Mondego com recurso a botes de borracha a remos, percurso compreendido entre a vila de Penacova e a cidade de Coimbra, no período de 4 a 5 de fevereiro de 2016.

rio mondego

Globalmente, o percurso fluvial a executar apresenta aproximadamente 24 Km, sendo que, no dia 4 de fevereiro será realizado um percurso de 2 Km (prólogo), com o início na localidade de Travesso e término a montante do açude de Vila Nova e, no dia 5 de fevereiro, será realizado um percurso 22,4 Km, com início a jusante do açude de Vila Nova e término no recinto do Queimodromo, em Coimbra.

Para esta atividade, além dos cerca de 120 cadetes, alunos do 2.º, 3.º e 4.º anos dos cursos do mestrado integrado da Escola Naval, contamos também com outros alunos convidados, nomeadamente, da Academia Militar, Academia da Força Aérea e do Instituto de Ciências Policiais e Segurança Interna (6 cadetes).

O total de participantes no evento ronda as 180 pessoas, entre cadetes, alunos convidados e organização. O presente exercício tem como objetivo principal proporcionar aos cadetes, futuros oficiais de Marinha, a prática e consolidação dos ensinamentos e valores da formação militar, cívica e humana que, diariamente, ministramos neste Estabelecimento de Ensino Superior Militar.

A descida do rio Mondego, apresenta diversos desafios naturais (ex: rápidos, baixios, praias fluviais, orografia de perfil variável, meteorologia) e obstáculos artificias (ex: açudes, pontes rodoviárias e pontes pedonais, atividade náutica recreativa).

Assim, em torno de um objetivo comum, cada bote de borracha, guarnecido por 6 ou 7 cadetes, terá de suplantar de forma sucessiva e continuada os desafios, adversidades e contratempos que um exercício desta natureza acarreta, cimentando construtivamente, pagaiada após pagaiada, a capacidade de liderança individual e coletiva, o sentido de camaradagem, o espírito de corpo e a coragem física e moral de todos os participantes.

O evento conta com a colaboração institucional da Câmara Municipal de Coimbra e da Câmara Municipal de Penacova. A Câmara Municipal de Coimbra, promoveu e agilizou a possibilidade da delegação da Escola Naval obter autorização de acesso e utilização de uma área parcial do Queimodromo, no período de 4 a 5 de fevereiro de 2016. A

Câmara Municipal de Penacova promoveu e agilizou a possibilidade da delegação da Escola Naval obter autorização de acesso e utilização do Parque de Campismo Municipal de Vila Nova onde, na noite de 4 para 5 de fevereiro de 2016, os nossos cadetes irão pernoitar em tendas. A execução da descida do rio Mondego, per si, está revestida de uma importância acrescida, caracterizando-se, complementarmente, como uma oportunidade única para apresentar a história e a cultura da cidade de Coimbra aos nossos cadetes.

Deste modo, cientes de que a Universidade de Coimbra, prestigiada instituição com mais de sete séculos, Universidade mais antiga do país, conta com um património material e imaterial único, peça fundamental na história da cultura científica europeia e mundial, com a colaboração institucional desta reitoria, foi criada a oportunidade para a delegação da Escola Naval visitar, no período da manha de dia 4 de fevereiro, o Museu da Ciência, o Paço das Escolas, incluindo a Biblioteca Joanina (Piso Nobre, Piso Intermédio, Prisão Académica), a Capela de S. Miguel e o Paço Real (Sala dos Capelos, Sala das Armas e Sala do Exame Privado).

Decorrente da presença da Escola Naval na cidade de Coimbra e na vila de Penacova, o Gabinete de Relações Públicas e Divulgação da Escola Naval irá desenvolver ações de divulgação em Estabelecimentos de Ensino Secundários locais, entre 4 e 5 de fevereiro de 2016.

A Escola Naval é comandada pelo Contra-Almirante Edgar Marcos de Bastos Ribeiro, e o exercício de Descida do Rio Mondego decorre sob o comando do Capitão-de-fragata João Pedro Maurício Barbosa, comandante do Corpo de Alunos. Enquadrados por cerca de 60 militares, no dia 5 de fevereiro pelas 07H00, os cadetes embarcarão em cerca de 20 botes de borracha a remos disponibilizados pela Unidade de Meios de Desembarque do Corpo de Fuzileiros da Marinha, que conjuntamente com uma equipa de Mergulhadores da Armada, ambos do Comando Naval, assegurarão o apoio e a segurança do evento.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link