Conecte-se connosco

Coimbra

Manifestação contra a violência no parto e na maternidade junto à Ordem dos Médicos em Coimbra (com video)

Publicado

em

Cerca de meia centena de pessoas manifestaram-se durante toda a tarde deste sábado em frente à Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos contra a Violência Obstétrica. Ao Notícias de Coimbra, Carla Costa, uma das mulheres manifestantes revelou que aquela ordem profissional rejeitou recentemente a existência deste tipo de crime, depois da divulgação de uma iniciativa legislativa no sentido da criminalização.

O grupo foi partilhando entre si estórias pessoais dos momentos do parto ou da assistência na especialidade de obstetrícia, nomeadamente o que consideram ser a violação dos direitos de escolha das mães na opção de parto por cesariana, presença da figura de ‘doula’ durante o parto, “procedimentos não informados e não consentidos”, ou outros atos que consideraram como agressões físicas ou psicológicas. Em coro gritaram repetidamente: “A violência obstétrica existe!”.

Outros grupos de manifestantes protestaram pela mesma causa em frente à Ordem dos Médicos, em Lisboa e em outras cidades do país . Tratou-se de uma iniciativa nacional do Violência Obstétrica Portugal, um movimento cívico informal que tem como propósito dar visibilidade à causa, representar todas as pessoas que viveram ou testemunharam a existência de violência obstétrica e lutar pela sua erradicação em Portugal.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link