Economia

Mais de 400 beneficiários com pagamentos superiores a 1 milhão até fevereiro

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 meses atrás em 27-02-2024

Mais de 400 beneficiários do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) receberam, até 21 de fevereiro, pagamentos superiores a um milhão de euros, com destaque para o Banco Português de Fomento (BPF).

PUBLICIDADE

Segundo os últimos dados divulgados, o BPF conta com 250 milhões de euros aprovados e pagos até à passada quarta-feira, seguido pela Secretaria-Geral da Educação e Ciência, com 234.198.567 euros aprovados e 232.049.454 euros pagos.

Destacam-se ainda com os montantes mais elevados, a Infraestruturas de Portugal (116.402.320 pagos, 23% do total), o Metropolitano de Lisboa (74.723.261 euros, 10% do total), o Metro do Porto (72.397.532 euros, 17%) e o Instituto de Informática (61.110.758 euros, 34%).

PUBLICIDADE

publicidade

Com pagamentos abaixo dos 50 milhões de euros estão, por exemplo, o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional (44.351.666 euros), a AMA – Agência para a Modernização Administrativa (43.424.743 euros), a Efacec Power Solutions (35.000.000 euros), a Força Aérea Portuguesa (33.427.488 euros) e a Secretaria Regional das Finanças, Planeamento e Administração Pública (31.865.581).

Abaixo estão, entre outros, a Universidade de Lisboa (21.465.456 euros), a Universidade do Porto (18.747.259 euros), o Instituto Politécnico de Leiria (14.180.236 euros), a Universidade Nova de Lisboa (11.782.011 euros), O Município de Oeiras (10.568.949 euros).

PUBLICIDADE

A maioria dos beneficiários apresenta, no período em análise, pagamentos abaixo dos 10 milhões de euros.

Incluem-se aqui, por exemplo, a Viagens Abreu (9.999.500 euros), a Direção Regional das Pescas (8.771.940 euros), a Cimpor (7.018.287 euros), a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (6.960.079 euros), a Fundação para a Ciência e Tecnologia (5.022.120 euros), a Fusion Fuel Portugal (4.443.281 euros), o Município da Amadora (3.849.811 euros), a RAIZ – Instituto de Investigação da Floresta e Papel (2.733.537 euros) e a APS – Administração de Portos de Sines e do Algarve (1.996.290 euros).

No fundo da tabela aparecem a FWD (um milhão de euros), a Associação Comercial e Industrial do Funchal – Câmara de Comércio e Indústria da Madeira (1.002.899 euros), a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (1.022.968 euros), o Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar (1.024.467 euros), entre outros.

Os beneficiários diretos e finais do PRR receberam um total de 3.807 milhões de euros até à semana passada, o que equivale a 17% da dotação, 18% do valor contratado e 23% do valor aprovado.

As empresas surgem em primeiro lugar, com 1.429 milhões de euros recebidos.

O PRR, que tem um período de execução até 2026, pretende implementar um conjunto de reformas e investimentos tendo em vista a recuperação do crescimento económico.

Além de ter o objetivo de reparar os danos provocados pela covid-19, este plano tem ainda o propósito de apoiar investimentos e gerar emprego.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE