Justiça

Mafioso utiliza armazéns para fazer cultivo intensivo de canábis

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 mês atrás em 12-04-2024

Um cidadão estrangeiro, procurado desde março de 2022 pela justiça espanhola pelo crime de tráfico internacional de droga, foi detido no aeroporto de Lisboa, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

PUBLICIDADE

Segundo a PJ, o detido, que viajava num voo proveniente da China, é membro de uma organização criminosa de tráfico de droga.

O homem é acusado de, entre junho e outubro de 2020, “em pleno período de pandemia, ter utilizado dois armazéns para fazer cultivo intensivo de canábis que era, posteriormente, distribuída para vários países europeus ou vendida diretamente a compradores locais, conseguindo com este esquema obter avultados lucros ilícitos”, adianta a PJ em comunicado.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Por estes factos pode vir a ser condenado a uma pena de quatro anos e seis meses a 10 anos de prisão.

PUBLICIDADE

O suspeito foi presente ao Tribunal da Relação de Lisboa que determinou que ficasse a aguardar o processo de extradição em prisão preventiva.

A operação foi liderada pela Unidade de Informação Criminal da PJ, em articulação com os elementos desta polícia que se encontram a desempenhar funções no Aeroporto de Lisboa.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE