Conecte-se connosco

Cidade

2 milhões para fazer lifting à Sofia!

Publicado

em

O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) vai analisar e votar, na reunião da próxima segunda-feira, a revisão do estudo prévio “Rua para Todos – Valorização do Espaço Público e Modernização de Infraestruturas da Rua da Sofia”.

sofia

Um projeto que aposta na valorização daquela que é uma das ruas mais emblemáticas do núcleo antigo da cidade, e que é Património Mundial da UNESCO, através da requalificação física do arruamento e dos espaços envolventes e da melhoria do espaço público, contribuindo, assim, para a afirmação do eixo Largo da Portagem/Rua da Figueira da Foz. A intervenção tem um custo estimado de 2.042.460 euros e um prazo de execução que será sempre superior a 9 meses.

O projeto prevê, pois, a requalificação física do arruamento e dos espaços envolventes – estando contemplada a introdução de pavimento em lajetas de granito em toda a sua extensão – e a otimização do espaço público, que se pretende que seja predominantemente de tráfego pedonal, potenciando a criação de esplanadas e outras atividades de rua e permitindo a criação de dinâmicas que contribuam para valorizar todo o conjunto. Uma aposta que passa, ainda, por reformular ou ocultar infraestruturas e implementar mobiliário urbano de apoio e reforço da identificação dos edifícios e locais dos antigos colégios.

Esta solução não se quer, segundo a CMC, subjugada a um modelo funcional específico, mas sim que possa possibilitar o faseamento e/ou a experimentação até à implementação do modelo definitivo, que pode vir a ser conjugado, ou não, com a abertura de novos arruamentos na zona.

A intervenção vai incidir na regularização e uniformização do perfil transversal da rua, através da repavimentação com recurso à utilização de lajetas de granito em toda a sua extensão; na utilização das linhas de drenagem para marcação subtil de ‘corredores’ longitudinais, que garantam versatilidade na implementação de diferentes modelos funcionais ao nível da circulação de pessoas e veículos; na melhoria das condições de acessibilidade, com a introdução de material mais seguro e confortável; na criação de um modelo de redes de infraestruturas que minimizem as necessidades de abertura/levantamento de superfícies pavimentadas em ações futuras; na possibilidade de introdução de marcações no pavimento que assinalem cada um dos edifícios dos antigos colégios ou a sua localização; na revisão das infraestruturas, de acordo com consulta prévia às entidades envolvidas, nomeadamente a Rede Elétrica, Rede de Gás Natural, Rede de Abastecimento de Águas, Rede de Esgotos Domésticos e Pluviais e revisão de Redes de Dados; na reorganização do modelo de recolha de resíduos.

A Rua da Sofia faz parte integrante da Baixa de Coimbra e é uma das vias mais famosas da cidade, estando classificada como património mundial da UNESCO. É um arruamento linear, de nível e com largura constante de 12 metros, com tráfego automóvel (corredor central com dois sentidos) e duas zonas laterais de passeios. Este projeto pretende, pois, valorizar esta importante artéria da cidade. A estimativa de custo aponta para 2.042.460 euros e o seu prazo de execução prevê-se ser superior a 9 meses.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com