Política

Luís Montenegro afirma ter a certeza que AD não irá precisar do PS para governar

Notícias de Coimbra com Lusa | 2 meses atrás em 20-02-2024

Imagem: Facebook

O presidente do PSD afirmou hoje ter a certeza de que a AD não irá precisar do PS para governar e acusou Pedro Nuno Santos de ter mudado de posição por não acreditar numa maioria à esquerda.

PUBLICIDADE

“Vamos mesmo conquistar uma grande vitória, tanto maior que nós não vamos precisar do apoio que agora, à última da hora, já nos querem dar, estimando que nós vamos ganhar as eleições, porque nós vamos de certeza absoluta conseguir uma representação maioritária na Assembleia da República”, afirmou Luís Montenegro, no Largo do Intendente, em Lisboa.

O presidente do PSD discursava em cima de um banco, perante apoiantes da Aliança Democrática (AD) que enchiam grande parte do largo, no fim de uma ação de rua que começou junto à Alameda Afonso Henriques e durou mais de uma hora.

PUBLICIDADE

Antes, na Praça do Chile, em declarações aos jornalistas, Luís Montenegro considerou que não há “ninguém a explicar” por que motivo o secretário-geral do PS anunciou na segunda-feira que, se a AD vencer as eleições, não irá apresentar nem viabilizar moções de rejeição a um programa de um eventual Governo liderado pelo PSD.

“Mas eu vou explicar, foi por uma razão muito simples: o doutor Pedro Nuno Santos concluiu que a AD vai vencer as eleições e concluiu também que o PS com o BE e o PCP não vão ter uma maioria parlamentar igual àquela que tinham em 2015”, sustentou o presidente do PSD.

PUBLICIDADE

“Portanto, como ficou de mãos atadas, quis dar uma de moderado e quis dar uma de, enfim, mais disponível para ter uma atitude construtiva. Mas ele pode querer enganar as pessoas, a mim não me engana”, acrescentou Luís Montenegro.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE