Conecte-se connosco

Autárquicas

Luís Marinho: PSD está “num profundo drama nacional e local”

Publicado

em

O candidato do PS à Assembleia Municipal disse hoje que o “PSD está num profundo drama nacional e local” e que em Coimbra “desapareceu, travestido numa amálgama de grupos onde já nem falta sequer o Tino de Rãs”.

Luís Marinho afirmou que o maior partido da oposição em Coimbra afastou o “candidato escolhido democraticamente” e está “agarrado à auréola do bastão.”

“No PSD ou cessava o partido ou cessava o líder” reiterou o candidato socialista  que falava durante a apresentação da candidatura do seu partido aos órgãos autárquicos do concelho de Coimbra, com Manuel Machado e os candidatos socialistas às freguesias, hoje no Convento São Francisco, na presença do secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa.

“No PSD há um profundo dilema: Ou se salva o partido ou se salva o líder. Em Coimbra optaram por salvar o Rio, fazendo gosto a Lisboa. Triste sina a da direita portuguesa. A questão é saber de quem é que a direita gosta menos: se do Costa, se do Rio. A direita não gosta de ninguém.” – afirmou Luís Marinho.

No PS não é preciso “salvar lideranças” mas “salvar um tempo novo com aposta nas formas de trabalho, de investir, na adaptação climática e na transição digital.” – sublinhou.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com