Conecte-se connosco

Região

Lousã vai proceder à poda e substituição de árvores em espaço urbano

Publicado

em

A Câmara Municipal da Lousã anunciou hoje uma intervenção “no espaço urbano, nomeadamente no parque arbóreo com a realização de podas e corte ou substituição de algumas árvores”.

O trabalhos tiveram início com a plantação de cerca de 20 árvores em diversos espaços disponíveis no centro urbano da vila, revela a autarquia em nota de Imprensa, acrescentando que está previsto que no total serão intervencionadas para cerca de uma centena de árvores.

Os trabalhos regulares de poda que acontecem anualmente nesta altura, irão ter início também nas próximas semanas. Estes trabalhos têm como objetivo contribuir para o fortalecimento das espécies, mantendo o seu equilíbrio e as condições de salubridade e sanidade e garantido a segurança do espaço público.

Aquando destes trabalhos, serão abatidos e substituídos 5 “choupos” na Praceta Comandante Fernandes Costa (Mercado), que apresentam, segundo o estudo efetuado pelo Gabinete Técnico Florestal da Autarquia, algumas patologias que podem colocar em causa a segurança de pessoas e bens. No mesmo local serão plantadas outras espécies mais adaptadas ao referido espaço.

Já no âmbito do projeto de implementação do Sistema de Mobilidade do Mondego/MetroBus e do Plano de Ação para a Regeneração Urbana, terão que ser abatidos diversos plátanos na Rua Dr. António José de Almeida e na Rua Industrial Manuel Carvalho.

De destacar que na Rua Industrial Manuel Carvalho, para além do necessário passeio, será também implementada uma Ciclovia que se prolongará até à zona da Estação.

Já na Rua António José de Almeida, o projeto passa por, futuramente, reconfigurar toda a rua e criar melhores condições de circulação pedonal, corrigindo a falta de passeios adequados naquela zona.

Estas árvores, que apresentam dimensões consideráveis, não são compatíveis com a implementação do MetroBus e estão também, neste momento, a danificar as condutas de água e saneamento nas referidas vias.

A Autarquia irá continuar a implementar medidas de otimização e aumento do parque arbóreo urbano, tendo, desde do final do ano passado, plantado/substituído, mais de uma centena de árvores, a que se somam as mais de 40 000 árvores autóctones oferecidas pela E-REDES no âmbito do concurso “Preservar a Natureza” que estão a ser plantadas no Concelho com a parceria das quatro juntas de freguesia do Concelho, com os Conselhos Diretivo dos Baldios da Extinta Freguesia de Vilarinho, da Lousã, do Candal, da Cerdeira e do Catarredor.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link