Conecte-se connosco

Região

Lousã: Sessenta bibliotecas ajudam a recolher 1.400 livros que serão enviados para a Ucrânia

Publicado

em

Sessenta bibliotecas ajudaram a recolher 1.400 livros que serão enviados para a Ucrânia, no âmbito de uma campanha lançada pela cooperativa Arte-Via, que pretende aliviar o sofrimento dos que são afetados pela guerra.

Lançada a 21 de março, a campanha “Livros pela paz” teve como objetivo recolher “livros de imagens, ou texto, em inglês, ucraniano ou russo, pelas bibliotecas municipais”, com o apoio da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e a colaboração da Associação dos Ucranianos em Portugal.

“Numa época tão conturbada como a que estamos a viver, de futuro tão incerto, em que o corpo está mais frágil e sujeito a todas as ameaças, o espírito precisa de estar forte para o sustentar e ajudar a não sucumbir”, justifica a cooperativa artística e editorial da Lousã.

No seu entender, “os livros salvam vidas e aliviam o sofrimento” e, portanto, espera que os 1.400 recolhidos “possam preencher os momentos de desespero e desalento e semear a esperança que dará força a toda a resistência”.

As sessenta bibliotecas que participaram na campanha são públicas e privadas, do continente e das ilhas.

“Portugal tem estado na linha da frente no apoio, por todos os meios”, lembra a Arte-Via, acrescentando que é preciso continuar “a ajudar a desenhar um sorriso em todas as vítimas desta guerra infame”.

Na sexta-feira, os livros serão entregues num armazém no Cacém, cedido para recolha dos donativos das campanhas de solidariedade.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade