Região

Lousã regista temperaturas de 45.2°C!

Notícias de Coimbra com Lusa | 8 meses atrás em 23-08-2023

Alvega e Pinhão registaram esta terça-feira o valor mais elevado da temperatura máxima em Portugal Continental, com 45,6 graus centígrados, enquanto em 50% do território estiveram temperaturas iguais ou superiores a 40°C.

PUBLICIDADE

Segundo dados divulgados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), entre as temperaturas máximas mais elevadas estiveram Alvega (Abrantes, Santarém) e Pinhão (Alijó, Vila Real) com 45.6°C, seguindo-se Tomar (Santarém), com 45.4°C e Lousã (Coimbra) com 45.2 °C.

“Até às (…) 18:00 do dia 22 de agosto de 2023, registaram-se no território do continente valores muito elevados da temperatura do ar”, frisou.

PUBLICIDADE

Além de valores de temperatura máxima do ar iguais ou superiores a 40°C em cerca de 50 % do território, registaram-se também temperaturas acima de 42°C em 15% do território, detalhou o IPMA no comunicado.

Valores de temperatura máxima do ar iguais ou superiores a 35°C ocorreram em cerca de 80 % do território, enquanto temperaturas iguais ou superiores a 30°C ocorreram “em praticamente todo o território”, com exceção de Cabo Carvoeiro, S. Pedro Muel, Santa Cruz, Cabo da Roca e Cabo Raso.

PUBLICIDADE

Em 20 estações foram ultrapassados os anteriores maiores valores da temperatura máxima para o mês de agosto: Pinhão (45,6°C), Tomar/Vale Donas (45,4°C), Lousã (45,2°C), Mirandela (43,8°C), Cabeceiras de Basto (43,5°C), Ansião (43,4°C), Nelas (42,8°C), Moimenta da Beira (42,5°C), Chaves/Aérodromo (42,4°C), Macedo Cavaleiros (41,5°C), Viseu/Aérodromo (41,1°C), Vila Real/Aérodromo (40,8°C), Miranda do Douro (40,8°C), Carrazeda (40,7°C), Bragança (40,6°C), Trancoso/Bandarra (40,1°C), Mogadouro (40°C), Vinhais (39,9°C), Luzim (39,8°C) e Montalegre (37,5°C).

Em sete destas estações – Tomar/Vale Donas, Cabeceiras de Basto, Nelas, Viseu/Aérodromo, Trancoso/Bragança, Luzim e Montalegre – “foram excedidos os anteriores extremos absolutos”.

“Esta situação deve-se à influência de uma massa de ar quente e seco com origem no norte de África, transportada na circulação resultante de um anticiclone localizado sobre o Golfo da Biscaia e de um vale depressionário centrado no sul da Península Ibérica, sendo reforçada por uma crista anticiclónica em altitude sobre a Península Ibérica”, destacou o IPMA.

“Este padrão atmosférico tem também favorecido o transporte de poeiras sobre o território do Continente, que se prevê que continuem a afetar o território até, pelo menos, ao final da presente semana”, acrescentou.

O IPMA referiu ainda que a “noite de 22 para 23 será ainda uma noite tropical em praticamente todo o território, podendo a média da temperatura mínima em todo o território superar a noite anterior”.

Para hoje “são ainda esperados valores muito elevados da temperatura máxima do ar, que será superior a 40°C em grande parte do território, em especial nas regiões mais interiores, podendo também a média da temperatura máxima superar a do dia 22”, salientou a mesma fonte.

A temperatura do ar é expectável que diminuía na quinta-feira, com valores de temperatura máxima em geral inferiores a 40°C, mas apenas inferiores a 30 °C na faixa costeira ocidental, enquanto na sexta-feira pevê-se uma nova descida da temperatura máxima, com valores inferiores a 30°C no Litoral Norte e Centro, entre 35 e 40°C na região Sul, vale do Tejo e Beira Baixa, e entre 30 e 35°C no restante território.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE