Conecte-se connosco

Coimbra

Latada de Coimbra regressa com toda a sua tradição e grandeza (com vídeos)

Publicado

em

Muito ansiada pelos estudantes, a Festa das Latas e Imposição de Insígnias de Coimbra está quase, quase a começar. Considerada uma das maiores festas estudantis da cidade, vai realizar-se de 5 a 9 de outubro na Praça da Canção e noutros palcos da cidade e promete regressar “em grande”, com toda a sua tradição e envolvência.

Depois de três anos de interregno, devido à pandemia da covid-19, foi com emoção e muita alegria que a direção-geral da Associação Académica de Coimbra (AAC) apresentou, esta sexta feira, o programa que promete agitar a cidade.

A tradicional serenata, à meia noite de 4 de outubro, no largo da Sé Nova, marca o início dos festejos que contam este ano com um atrativo cartaz de espetáculos mas também com outros eventos culturais.

Pelo Parque da Canção vão passar, no dia 5 de outubro, a Phartuna, Sippinpurpp, Wet Bed Gang, Mondeguinas e a Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra (UC).

No dia 6 atuam a Imperial TAFFUC, Dj Chris No Beat, Mandragora, Desconcertuna e Tuna Feminina de Medicina da UC.

A 7 de outubro sobem ao palco a Fan-Farra Académica de Coimbra, Benji Price, ProfJam, As Fans e Coral Quecofónico do Cifrão.

No dia 8 de outubro atuam o Grupo de Cordas, Ivandro, David Carreira, Estudantina Universitária de Coimbra e Estudantina Feminina de Coimbra.

A 9 de outubro, última noite, sobem ao palco da Praça da Canção a Orquestra Típica e Rancho, Miguel Bravo, Quim Barreiros, Quantuna e Orxestra Pitagórica.

No último dia vai realizar-se também o tradicional cortejo da Festa das Latas. Os alunos vão começar a reunir-se no Largo D. Dinis por volta das 14h30, de onde seguirão em direção à rotunda do Papa, Praça da República, Avenida Sá da Bandeira, Praça 8 de Maio, Rua Visconde da Luz e Rua Ferreira Borges, terminando no Largo da Portagem.

Durante a apresentação do programa, o presidente da direção-geral da AAC, João Caseiro, sublinhou a importância que esta festa, que dá as boas vindas aos caloiros, tem para a academia e para a cidade. Destacou a diversidade do programa e recordou que a festa “não pode deixar de ter a típica intervenção política que lhe é característica”.

“A valorização dos diplomados” é o tema escolhido para esta edição e que vai inspirar não só o cortejo mas também as barraquinhas que se vão encontrar no recinto da Praça da Canção. Pretende, segundo o presidente, “chamar a atenção para as dificuldades que os diplomados enfrentam”, tendo muitas vezes que sair do país para procurarem melhores condições de vida.

A questão da sustentabilidade ambiental também não é esquecida. O presidente disse que o “objetivo é reduzir os carrinhos de compras”, deixando um apelo aos alunos nesse sentido, e adiantou também que só serão usados apenas copos reutilizáveis no Parque, de forma a “reduzir a produção de lixo”.

Os bilhetes já se encontram à venda. O bilhete diário varia entre os 8 e os 12 euros, enquanto o bilhete geral, que dá acesso ao recinto durante todos os dias da festa, custa 40 euros.

Veja os vídeos dos diretos NDC:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com